Vendas de computadores diminuem

Problemas de distribuição afectaram o segmento, além da fraca procura no sector doméstico. Mesmo assim houve um crescimento acima do esperado.

As vendas de PC cresceram 17,1% durante o terceiro trimestre de 2011 nos mercados da região EMEA, de acordo com a Gartner. Mas, segundo a consultora, esse crescimento, “acima do esperado”, não evitou uma queda de 2,9%, face ao mesmo período em 2011, segundo a Gartner. A queda de 2,9% foi devida à fraca procura, mas também a problemas de inventário.

Foram vendidas perto de 26,6 milhões de unidades na região EMEA entre Julho e Setembro. A sustentar o incremento estiveram das vendas da HP, da Asus e da Lenovo.

“Verificou-se um nível de crescimento acima do esperado, sinal de alguma estabilidade, especialmente depois de quatro trimestres fracos”, disse Ranjit Atwal , director de investigaçãos do Gartner. Para Atwal, “o mercado EMEA PC permaneceu fraco no terceiro trimestre de 2011 devido à queda da procura do sector doméstico e a menores vendas no canal. Como resultado, o mercado registou o seu terceiro trimestre consecutivo de declínio anual”.

Um dos fabicantes mais atingidos pelo declínio tem sido a Acer, com problemas de inventário, e com efeitos claros no mercado. Durante os três primeiros trimestres de 2011, o mercado EMEA PC caíu 4%, em comparação com o mesmo período em 2010 . O maior factor do declínio foram os resultados do mau desempenho da Acer, cujas vendas caíram mais de 30%.

A “limpeza” prolongada do inventário do fabricante terá um impacto duradouro sobre a Acer, enquanto os seus concorrentes mais directos estão a reforçar-se com novos distribuidores e revendedores”. No terceiro trimestre, a HP manteve a liderança do mercado EMEA PC com uma quota de 20,1 por cento, demonstrando que conseguiu controlar o impacto do anúncio da provável separação de sua divisão de PC melhor do que o esperado, diz a Gartner. A Acer, entretanto, permanece em segundo lugar com 13,6 %, oito pontos abaixo da sua quota há um ano.
É seguida pela Asus, que conseguiu subir para o terceiro lugar à frente da Dell, graças a fortes vendas no sector doméstico e no segmento das PME. Atingiu uma quota de 10,1%. A Lenovo concentrou 7,4% das vendas.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[5 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

2 thoughts on “Vendas de computadores diminuem”

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.