Twitter e PornHub proíbem pornografia com rostos de celebridades

A bizarra moda dos falsos vídeos pornográficos com celebridades cresceu tanto que muitos serviços online já estão a tomar providências: depois do Reddit, é a vez do Twitter proibir esse tipo de publicação. Por isso, as plataformas de conteúdo adulto devem ir pelo mesmo caminho. O PornHub, por exemplo, já deixou claro que não vai dar “abébias” aos deepfakes, como esta prática tem vindo a ser chamada.

deepfakes

Dispor rostos de celebridades no corpo de atrizes em cenas de filmes pornográficos não é uma ideia recente. Mas fazer isso exige bastante conhecimento de edição de vídeos. Ou exigia: tudo mudou em dezembro de 2017, quando um utilizador do Reddit que se identifica como deepfakes descobriu que é possível utilizar ferramentas de inteligência artificial como Keras e TensorFlow (do Google) para modificar rostos em vídeos sem muito esforço.

Os vídeos modificados por inteligência artificial passaram a ser chamados justamente de deepfakes. Na maioria das vezes, os resultados impressionam. Não demorou muito para aplicações do tipo surgirem, com evidência para o FakeApp. Aí que a coisa desabou: a quantidade de vídeos pornográficos falsamente protagonizados por famosas como Taylor Swift, Gal Gadot, Selena Gomez e Ariana Grande disparou.

Na semana passada, o Reddit começou a eliminar vídeos desse tipo, embora ainda seja possível encontrar muitos. Serviços de hospedagem de imagens como Gfycat estão a fazer a mesma coisa.

É óbvio que os deepfakes também iam chegar ao PornHub, afinal, esse é um dos maiores websites de pornografia do mundo. Porém, a plataforma proíbe a publicação de conteúdo não consensual e entende que deepfakes se enquadram nessa categoria. Por isso, deixou claro que não vai fazer vista grossa a esse tipo de práticas.

Deepfake com Nicolas Cage

As principais redes sociais proíbem a veiculação de conteúdo pornográfico, razão pela qual os vídeos modificados aparecem nelas mais como lixo: a brincadeira que mais pegou foi a de dispor o rosto do ator Nicolas Cage em diversos vídeos.

Mas o Twitter é exceção. A plataforma é mais tolerante com conteúdo erótico e afins. A consequência foi que os deepfakes ganharam força nessa plataforma. Mas não por muito tempo: o serviço confirmou que proibirá esse tipo de conteúdo. As contas que violarem a regra podem ser suspensas.

É compreensível. Embora os Estados Unidos e outros países não tenham legislação específica para deepfakes (afinal, essa é uma tendência atual), os vídeos modificados normalmente são protegidos por direitos de autor. Além disso, pessoas que se sentirem prejudicadas podem abrir processos judiciais. Como é difícil identificar os responsáveis, as plataformas é que podem ser responsabilizadas.

Com dados: The Next Web, Motherboard.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[5 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.