Transportes Urbanos de Braga avança com rede de IoT

O projecto vai abranger 120 autocarros conectados a uma plataforma da IBM fornecendo dados recolhidos e analisados em tempo real.

António Raposo de Lima (IBM), Ricardo Rio (Câmara Municipal de Braga), José Baptista da Costa (TUB) e Teotónio Santos (TUB)

A Transportes Urbanos de Braga e a IBM Portugal estabeleceram oficialmente uma parceria esta terça-feira, para adoptar uma rede de sensores e estrutura de Internet das coisas (IoT). O projecto vai assentar na plataforma IBM Intelligent Operations Center (IOC), com recurso à IBM Watson IoT alojada na Cloud IBM.

A empresa de transportes quer reunir dados de diferentes fontes, incluindo mapas de localização geográfica, clima e meio ambiente, Internet, da emissão de bilhetes e telemetria dos veículos, para melhorar o transporte público da cidade e a experiência individual dos passageiros, refere uma comunicado. Pela frente está o desafio de “integrar quantidades massivas de dados provenientes de vários sistemas de informação e comunicação”.

Entre os principais objectivos está o desenveolviemnto de “uma organização mais inteligente. e colaborativa” visando obter um dos benefícios vulgares em projectos de IoT : assegurar uma manutenção optimizada de activos e de gestão de operações no sistema de transporte, além da sua articulação com o quotidiano da cidade.
Ao mesmo a empresa procura assegurar um repositório fiável de informação para sustentar o processos de decisão.

A plataforma IBM IOC será o ponto fulcral de integração de dados de vários sistemas, oferecendo simultaneamente visibilidade geral sobre todas as operações da cidade, sugere o comunicado. Sustentará a visualização de dados, a colaboração em tempo real e beneficiará de tecnologia de analítica avançada.

As entidades da cidade envolvidas no projecto esperam criar uma base capaz de ajudar gerirem incidentes, planearem áreas de crescimento e coordenarem esforços de resposta.

Grande parte do trabalho a desenvolver pela IBM com a TUB passa por produzir novas funcionalidades na plataforma IBM Internet of Things para integrar e analisar dados em tempo real de vários sistemas críticos da cidade e disponibilizar novos serviços a partir de veículos conectados, detalha o comunicado.

Assim, as entidades da cidade envolvidas (a TUB tem capital da Câmara de Braga) esperam criar uma base capaz de ajudar gerirem incidentes, planearem áreas de crescimento e coordenarem esforços de resposta. No quadro do projecto serão equipados cerca de 120 autocarros públicos conectados à rede da cidade, para fornecerem dados recolhidos e analisados em tempo real à medida que os passageiros viajam.

Entre outros benefícios, a solução deverá permitir que os TUB conheçam a localização dos autocarros, assim como quanto tempo vão demorar as viagens e os motivos de possíveis atrasos. Como resultado a TUB espera oferecer aos passageiros “uma grande variedade de serviços personalizados a bordo, incluindo acesso a Wi-Fi gratuito, informações da cidade, como museus ou restaurantes, alertas meteorológicos e também saber a localização exata de um determinado autocarro para reduzir o tempo de espera”, avança Baptista da Costa, administrador dos TUB.

A TUB disponibiliza uma rede de transporte público com de mais de 1800 paragens e 70 linhas de serviço.

Várias componentes a serem suportadas nos autocarros

‒ Geolocalização integrada com o IBM IOC e a IBM IoT: o centro de operações da cidade irá conhecer em tempo real a localização do veículo e saber se está alinhado com a rota e horários previstos, podendo fornecer essa informação à população de Braga e emitir alertas, se necessário;

‒ Integração com a telemetria do veículo: as plataformas vão receber informações sobre o motor do veículo e fornecê-las ao centro de operação da cidade, permitindo aos gestores entender melhor um conjunto de padrões: de comportamentos do motorista, consumo de combustível, velocidade, além de poder prever necessidades de manutenção do veículo obter dados sobre do ciclo de vida do autocarro;

‒ Ponto de acesso sem fios à Internet: com recurso a uma conexão 4G, os veículos poderão oferecer acesso à Internet por Wi-Fi, infra-estrutura que também pode ser utilizada para outros fins, como manutenção e sistemas de bilhética;

‒ Be mobile App: a IBM vai integrar a solução com uma aplicação já existente da cidade, a “TUB Mobile”, para os cidadãos poderem conhecer mais sobre a sua rede de transporte público, localização dos veículos e outras informações da região;

‒ Sensorização para efeitos de controlo ambiental: a IBM irá utilizar sensores IoT para medir dados ambientais dentro e fora do autocarro (CO2, ruído, temperatura e humidade). Trata-se de um recurso não só para fornecer aos líderes da cidade dados em tempo real para sustentar decisões na gestão área pública, como também para informar a população.



António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.