Tablets vendem-se mais que o esperado

A consultora norte-americana International Data Corporation (IDC) alterou as suas previsões sobre o crescimento do mercado dos tablets em 2012, garantindo que no final deste ano serão comercializados 117 milhões de unidades destes aparelhos.

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, 19 de Setembro, a empresa de tecnologias de informação revela que o mercado dos tablets vai crescer mais do que inicialmente esperado, enquanto que a venda de leitores de livros digitais deverá diminuir.

No final de 2011, a IDC tinha previsto que seriam comercializados, este ano, 86 milhões de tablets, tendo modificado em Março as expectativas para os 107 milhões de unidades.

A consultoria IDC ampliou a estimativa de vendas de tablets este ano em todo o mundo de 107,4 milhões de unidades para 117,1 milhões de unidades. A empresa também revisou os números de 2013 e acredita que no próximo ano o mercado totalizará 165,9 milhões de unidades em comparação com as 142,8 milhões divulgados antes. Para 2016, a expectativa é de que sejam embarcadas 261,4 milhões de unidades.

Ao mesmo tempo, empresa de investigação de mercado reduziu suas estimativas para o mercado de leitores de livros digitais. Nos primeiros seis meses esse mercado não decolou, em razão da grande demanda por tablets com preços competitivos. Por isso, a IDC espera que em 2012 o embarque de e-readers some 23,6 milhões de unidade, abaixo das 27,7 milhões de unidades em 2011.

“Apesar das preocupações econômicas na maior parte das regiões do mundo, os consumidores continuam comprando tablets em volumes recordes e esperamos demanda particularmente forte no quarto trimestre”, disse o diretor de investigação de dispositivos móveis ligados da IDC, Tom Mainelli.

De acordo com ele, a Apple vai continuar na liderança do mercado. “Ainda assim, acreditamos que há espaço para os outros fabricantes”, avalia. “Tablets equipados com o Windows 8 e RT, incluindo a versão da própria companhia, o Surface, terão seu momento”, acredita Jennifer Song, analista de investigação de monitorização da IDC.

A consultoria projeta que tablets com Windows (que incluem os sistemas operacionais Windows 7, Windows RT e Windows 8) devem crescer para 4% em 2012, em comparação com cerca de 1% em 2011. Em 2016, terão uma participação de 11% no mercado.

A Apple somará 59,9% dos embarques em 2012 e a estimativa para 2013 é uma pequena elevação para 60,7% e uma leve queda em 2016, quando a projeção é ter 58,1% de participação. Os dispositivos Android deverão registrar queda de participação, com 35,3% neste ano, 32,7% no ano que vem e 30,5% em 2016.

 

O que pensa dos Tablets?

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.