24 Horas

DISPONÍVEIS

Sites para detectar plágio online

Muitas pessoas pensam no plágio como o ato de copiar o trabalho de outra pessoa ou apanhar emprestadas as ideias originais de outra pessoa.

Mas os termos como “cópia” e “empréstimo” podem disfarçar a gravidade do crime que é o plágio e ao qual não se deve dar nenhum .

De acordo com o dicionário português “plagiar” significa:

  • roubar e utilizar as ideias ou palavras de outrem como próprias;
  • utilizar o conteúdo de outra pessoa sem creditar a fonte;
  • cometer roubo literário;
  • apresentar como novo e original uma ideia ou produto derivado de uma fonte existente.

 

O que é o Plágio?

 

person using black laptop computer Photo by on

 

Basicamente o plágio é uma fraude que pode ser considerada como crime. Consiste no furto do trabalho de outra pessoa e mentir ou omitir a sobre qual a origem e o autor do mesmo.

Infelizmente, o plágio ou o ato de utilizar o trabalho de outra pessoa como se fosse seu, não é um fenómeno novo.

No entanto, é um comportamento que ganhou maior atenção com o advento da tecnologia porque facilitou a fraude mas também tornou mais fácil descobrir os casos de plágio.

Existem muitos tipos de plágio uns que podem ser mais graves que outros.

Aliás, nenhum tipo plágio deve ser considerado aceitável. No entanto o plágio pode variar entre o plágio completo, que é o ato de fraude mais grave, até ao plágio acidental.

Por isso, como nem todos os tipos de plágio são iguais, analisar um conteúdo e determinar se o plágio foi intencional ou não pode ser muito importante para classificar o tipo de crime.

Para combater a fraude, a Universidade da Madeira, a exemplo de outras instituições congéneres, introduziu, este ano lectivo, o detector de plágios.

Assim, os trabalhos, entregues no Gabinete de Apoio ao Estudante, serão certificados da detecção ou não de plágio e, de seguida, remetidos aos docentes.

 

Copiar palavras e ideias é Plagio?

De acordo com a lei nacional, a resposta é sim. A expressão de ideias originais é considerada propriedade intelectual e é protegida por leis de direitos de autor, assim como as invenções originais.

Quase todas as formas de expressão estão sob proteção de direitos de autor, desde que sejam gravadas de alguma forma, como um livro, um site online ou um ficheiro no computador.

Todos os itens a seguir são considerados plágio:

  • entregar um trabalho de outra pessoa como seu;
  • copiar palavras ou ideias de outra pessoa sem indicar a origem;
  • não colocar aspas nas ideias de outra pessoas;
  • dar informações incorrectas sobre a fonte de um conteúdo;
  • mudar as palavras, mas copiar a estrutura da frase;
  • copiar tantas palavras ou ideias de uma fonte mesmo que indique a origem.

A maioria dos casos de plágio pode ser evitada com a indicação da origem e do autor do conteúdo original.

O simples fato de reconhecer que determinado conteúdo foi emprestado e indicar aos leitores as informações necessárias para encontrar essa fonte normalmente é suficiente para evitar o plágio.

 

Copiar imagens, vídeos e música é Plagio?

Usar uma imagem, vídeo ou música num trabalho que publicamos sem termos a autorização adequada ou indicar-mos a origem do mesmo é considerado plágio.

As seguintes atividades são muito comuns actualmente mas isso não quer dizer que não deixam de ser consideradas como plágio:

  • Copiar imagens de outros sites para colocar no seus próprio site;
  • Fazer um vídeo utilizando vídeos de outra pessoa;
  • Utilizar música protegida por direitos de autor num video;
  • Reproduzir publicamente música com direitos de autor;
  • Compor uma peça musical com base clara em outra composição.

É claro que muitas vezes é dificil conseguir determinar se os direitos de autor de uma obra estão ou não a ser violados.

Dai que, existam muitas ferramentas que ajudam na investigação sobre os reais direitos de autor de um determinado conteúdo.

São ferramentas que podem ser utilizadas no computador, requerem a instalação de um programa, ou então podem ser utilizadas online, e nesse caso não há necessidade de instalar nenhum programa no computador.

Mostramos a seguir para que serem realmente essas ferramentas de combate ao plagio, como as pode utilizar e alguns exemplos que existem actualmente no mercado.

 

woman in blue crew neck shirt sitting on brown couch Photo by on

 

Para que serve um programa anti plágio?

Os programas de detecção de plágio ajudam sobretudo os professores na correcção dos trabalhos dos seus alunos.

Contudo, os professores têm de ter em conta que o plagiador pode também servir-se de meios não electrónicos para plagiar os seus trabalhos.

Constitui nossa tarefa combater o flagelo do plágio que ameaça infestar a Escola, com prejuízo da actividade científica.

Com perspicácia, escreveu o professor Castanheira da Costa, reitor da Universidade da Madeira:

Agir no sentido de garantirmos que este fenómeno é controlado na nossa Universidade é fundamental para o nosso bom nome e, sobretudo, para a qualidade e o prestígio dos nossos cursos.

 

O plágio não é prática exclusiva dos alunos

Em 2003, foram amplamente divulgados dois plágios da bióloga, escritora e professora Clara Pinto Correia, na revista ‘Visão’.

Escritores consagrados também foram acusados de plagiar, como Camilo José Cela, laureado com o Prémio Nobel da Literatura.

Em épocas mais antigas, o plágio não apresentava a gravidade actual.

Muitas vezes, os escritores integravam textos anteriores nas suas obras, mencionando, quase sempre, a autoria, mas não distinguindo a obra trasladada dos acrescentos.

Hoje reprova-se o plágio, como prática deplorável que lesa direitos de autor e retira qualquer credibilidade científica a quem se serve, ilicitamente, de obra alheia.

Esta fraude não se limita, porém, ao irreflectido, preguiçoso ou espertalhão ‘copiar e colar’ dos estudantes.

 

O plágio não é apenas copiar as mesmas palavras

Neste crime incorrem também aqueles que, com fina astúcia, fazem traduções literais de excertos de capítulos de livros ou artigos.

Normalmente são documentos disponíveis na Internet em línguas estrangeiras que depois são traduzidos e copiados para novos artigos como se fosse conteúdo original.

A reprodução de uma tradução fiel, não devidamente assinalada, constitui, sem dúvida, crime de contrafacção, por apresentar como sendo seu, total ou parcialmente, o trabalho alheio.

 

 

Ferramentas online para encontrar plágio

Detectar conteúdo online plagiado tornou-se tão fácil quase como uma brincadeira para miudos.

No entanto, para organizações de notícias que descobrem que têm o conteúdo publicado sem autorização, o assunto é sério.

Algumas organizações utilizam software caro para verificar se há plágio.

Mas, se trabalha numa redação pequena ou é o autor de um blog, estas versões gratuitas poderão ajudar a comprovar se descobriu um talento novo ou então um veterano em copiar e colar.

 

Este verificador de conteúdo é a nossa escolha número um pelo suporte de idiomas e versatilidade.

Registe-se gratuitamente através da sua conta no Facebook e pode colar textos, verifique a url ou carregar ficheiros em 190 línguas.

Além de pesquisar a Internet, o Plagiarisma também pode procurar em artigos, patentes, pareceres jurídicos e jornais no Google Académico e também no Google Livros.

 

A versão gratuita pesquisa textos de até 5.000 caracteres por mês em 14 biliões de páginas na Internet e 5 milhões de artigos académicos.

Comparado aos concorrentes, a versão gratuita é lenta, demorou cerca de dois minutos para processar o nosso artigo de 500 palavras.

Entretanto, achou corretamente uma citação parcial repetida várias vezes, mas nem sempre encontrou o conteúdo que tinha sido publicado em nossos sites parceiros.

O Plagtracker tem a interface mais limpa do grupo e os resultados são fáceis de entender.

Disponível em alemão, francês, romeno e espanhol, com italiano em desenvolvimento.

 

O site permite-lhe verificar um texto qualquer colando-o ou carregando um ficheiro .txt e depois compare frase por frase no Google, Yahoo ou MSN.

Funciona de forma rápida e encontrou correctamente o nosso artigo duplicado bem como várias versões não autorizadas.

No entanto apresentou na página de resultados muitos artigos correspondentes a qualquer uma das palavras, não só frases específicas.

Já que divide o artigo em frases, é muito mais rápido do que utilizar apenas um motor de busca.

Disponível somente em inglês.

 

A versão gratuita deste verificador de conteúdo trabalha procurando por páginas duplicadas.

Por isso, não ajuda muito antes da publicação de um texto, mas pode ajudar se precisa de uma pesquisa rápido sobre o que já publicou.

As versões premium incluem pesquisas de texto e alertas de conteúdos duplicados.

 

Busca blocos de texto no Google.

 

Semelhante ao anterior, mas permite comparar com Yahoo e inserir URL.

 

Com opções avançadas para fazer a busca em várias línguas.

 

Pesquisa tanto excertos como documentos em vários motores de busca.

 

Esta ultima ferramenta é bastante óbvia, mas decidimos inclui-la como um lembrete por causa de uma série de razões.

Infelizmente só dá para verificar pequenos trechos de conteúdo, porque o motor de busca limita as consultas a 32 palavras.

No entanto, permite testar frases em todos os 46 idiomas do Google, dos africanos aos vietnamitas.

Uma pesquisa rápida de algumas citações pode indicar se o texto requer mais análise.

 

Também já precisou de ferramentas para verificar plágio ?

 

Partilhe a sua experiência com tentativas de plágio

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

RECEBER GRÁTIS:

COMENTÁRIOS E OPINIÕES:

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Conteúdo:

Formulário de Contato

Agendar

serviços informaticos ao domicilio

Mantenha-se ATUALIZADO!

Inscreva-se para receber conteúdo EXCLUSIVO:

Brindes, ofertas e promoções…

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin