Sabia da existência dos guardiões da Internet?

Pode parecer uma sinopse de um novo livro do escritor Dan Brown, autor de best sellers como O Código da Vinci e Anjos & Demônios, mas na verdade trata-se da pura realidade. As chaves da internet estão nas mãos de sete pessoas anónimas espalhadas pelo mundo.

A medida visa impedir que um evento de proporções catastróficas deixe a humanidade sem internet ou comunicação por tempo indeterminado. Obviamente que não se sabe quem são estas sete pessoas, mas a responsabilidade que elas carregam é enorme.

Problemas? Chame os guardiões!

Cada um dos sete guardiões da internet está munido com uma espécie de smart card, onde consta parte de um código que permite reiniciar a World Wide Web caso algum atentado de grandes proporções ocorra.

Sete pessoas têm a chave da internet

Para que o código seja válido é preciso que pelo menos cinco das sete pessoas se reúnam numa base norte-americana para reiniciarem o sistema e religarem tudo novamente. Os portadores dos cartões estão espalhados por países como Grã-Bretanha, Estados Unidos, Burkina Faso, Trinidad e Tobago, Canadá, China e República Tcheca.

Em caso de uma catástrofe, o DNSSEC (segurança do sistema de nomes de domínio) pode ser danificado ou exposto, impossibilitando assim o redireccionamento correcto para a URL dos sites. O reinício do sistema colocaria tudo nos eixos novamente.

O programa de segurança da internet é supervisionado pelo Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), uma ONG sem fins lucrativos que tem acesso a um sistema de segurança destinado a proteger os utilizadores de cyber-fraudes e ataques cibernéticos.

Ficção científica ou realidade?

O conceito pode até sugerir que essas sete pessoas são escolhidas ou especiais. No entanto, na prática, a medida preventiva é inteligente e até mesmo básica para que a comunicação possa ser restabelecida o mais rápido possível em caso de problemas.

Os guardiões da internet estão por ai!

Vale a pena salientar que esta não é a única segurança que o DNSSEC possui. Até que seja preciso activar esta etapa do sistema, muitas outras permissões intermediárias precisam ser danificadas. As probabilidades que isso aconteça são remotas, mas nunca se sabe.

Longe do romantismo de certa literatura ou de alguns livros de história, os guardiões da internet não carregam armas, espadas ou artefactos mágicos nem são dotados de super-poderes.

Na verdade, todos eles são pessoas comuns, portadoras de um smart card, um cartão parecido com aquele que temos do banco, mas com partes de um código que necessita de no mínimo cinco pessoas para ser activado.

Sabia da existência dos guardiões da internet?

Acredita que esta medida é eficiente para proteger o sistema em caso de um ataque de grandes proporções?

Queremos saber a sua opinião.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[5 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.