Portugueses procuram on-line e compram nas lojas

Estudo da Google Portugal analisa o impacto da Internet nos processos de compras, sendo a electrónica de consumo e produtos de jardinagem os mais adquiridos pela Internet.

Mais de 80% dos portugueses que investigaçãom produtos de retalho na Internet concluem as compras nas lojas, revela um estudo da Google Portugal divulgado hoje.
São os produtos de electrónica de consumo os mais adquiridos online, enquanto a categoria “grandes domésticos” revela “o maior peso do offline no total das compras”, diz a empresa em comunicado.

A Google realça ainda que os “motores de investigação são a principal porta de entrada para os websites que os portugueses usam no processo de decisão de compra” e que as “fontes de informação online são particularmente fortes no início e na investigação intensiva com as decisões finais a serem suportadas por fontes offline”.

“As conclusões deste estudo comprovam o que temos vindo a assistir nos últimos tempos”, refere Carlos Paulo, Industry Leader da Google Portugal, no comunicado. “O actual contexto económico tem levado os consumidores a intensificarem a procura de informação antes de tomarnuma decisão de compra e a adoptarem atitudes cada vez mais racionais e fundamentadas. Este facto acaba por multiplicar as oportunidades para os retalhistas comunicarem com o seu público-alvo”.
As principais fontes consultadas são “as lojas online e os motores de investigaçãos” (73% dos inquiridos, neste último caso), face a websites comparativos, enquanto nas fontes offline predominam “os conselhos pessoais (família, amigos, na loja) e as brochuras”.
Nas categorias de produtos mais adquiridos online após investigação na Web, a electrónica de consumo lidera as preferências (12% dos entrevistados), seguindo-se os equipamentos de jardinagem, com 11%. “As categorias equipamentos desportivos, mobiliário e decoração e acessórios pessoais surgem a meio da tabela” (com 9% das preferências) e, “por fim surgem os equipamentos domésticos e roupas e acessórios com 8%”.
As motivações para aquisição online de um produto, é a sua indisponibilidade em Portugal que “surge no topo com 55% das respostas, seguido de perto pela conveniência de um serviço disponível 24 horas por dia/sete dias por semana (48%) e pela ausência de filas das lojas (48%)”.
O “facto das pessoas gostarem de uma opinião pessoal do vendedor da loja é apontado pelos portugueses entrevistados como uma das maiores barreiras para uma compra on-line (54%), seguida pelo gosto das pessoas de tocarem e manusearem o produto (52%)”, diz ainda a empresa.
O estudo foi “encomendado pela Google Portugal à TNS infratest sobre comportamento de investigação, compra no retalho, contacto com a publicidade e utilização de motores de investigação”.
O inquérito foi realizado online a um milhar de pessoas maiores de 14 anos, com representação por idade, educação, rendimento, frequência de compras online e uso do YouTube.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.