Os números (grandes) que o Web Summit deste ano tem de ultrapassar

Se inicialmente se previam cerca de 40 mil visitantes, o número acabou por chegar aos 79 mil, e assim ficou a intenção de ultrapassar a barreira dos 80 mil para este ano.

negocios/artigo/os_numeros_grandes_que_o_web_summit_deste_ano_tem_de_ultrapassar-51492wnn.html”>
negocios/artigo/os_numeros_grandes_que_o_web_summit_deste_ano_tem_de_ultrapassar-51492wnn.html”>

Depois das edições de Dublin, a estreia do Web Summit em Lisboa fez-se com conferências reuniram mais de 600 oradores, em 21 palcos, e 1.500 startups provenientes de 165 países que procuraram o seu momento de glória e oportunidades de investimento.

A par do que se passava entre o Meo Arena e a FIL, no Parque das Nações, toda a cidade de Lisboa – e arredores – “borbulhou” com os milhares de geeks e empreendedores que a invadiram, não apenas nos três dias em que a conferência durou, mas durante toda a semana.

E houve mais números impressionantes. O metro sobrelotou mas com razão para isso – e não porque os comboios estão a circular com intervalos de tempo incompreensíveis mesmo à hora de ponta – e o Wi-Fi, que até gerou um Wi-FiGate, ligou mais de 67 mil equipamentos únicos, que descarregaram mais de 20 Terabytes de dados, o equivalente a 30 anos de uso constante da internet para um utilizador dito “normal”.

Por todo o lado se partilhavam fotografias, e vídeos live, para além da app e das mensagens que estabeleceram ligações entre os participantes. Foram mais de 1 milhão de sessões Wi-Fi e 1,8 milhões de mensagens enviadas na aplicação que servia de guia de orientação aos participantes.

No balanço feito no final do encontro, o mentor Paddy Cosgrave, satisfeito com os resultados conseguidos, garantia que o objetivo para 2017 é fazer o evento crescer em várias vertentes, nomeadamente alcançar os 80 mil participantes, alargar o espaço ocupado na Expo e conseguir a presença de mais mulheres. Tudo sem perder o foco nas startups.

O Web Summit fica garantidamente em Lisboa durante três anos, até 2018, embora esteja na mesa um “prolongamento” até aos cinco anos. Esta quarta-feira deu mais um passo para essa permanência: a inauguração do seu primeiro espaço fixo, com um escritório integrado no novo edifício da Portugal Telecom, no Cais do Sodré.

A nova morada em Portugal vem acompanhada da contratação de 20 novos colaboradores.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.