O que mais preocupa os informáticos

Segundo um estudo realizado nos EUA, as melhorias do software e do hardware e longos dias de trabalho também tiram o sono aos executivos de TI.

As preocupações sobre a segurança dos dados, os upgrades de tecnologias e o preenchimento de vagas são o que mais aflige os profissionais de TI durante a noite, segundo um novo estudo da Robert Half Technology.

Entre os 1.400 CIO (Chief Information Officer) entrevistados nos EUA, 24% citaram a segurança dos dados como a maior preocupação a deixá-los acordados durante a noite, enquanto 13% apontaram os upgrades de hardware e/ou sistemas operativos.

Outras questões que lhes tiram o sono incluem pesadas jornadas de trabalho (10%), orçamentos insuficientes para financiar projectos de TI (10%) e o manterem-se actualizados com as inovações tecnológicas (9%).

Já em relação ao pessoal, 63% dos CIOs disseram que a falta de funcionários afecta significativamente ou de alguma maneira a capacidade das suas organizações implementarem novas tecnologias. A busca por talentos também é uma preocupação destacada no CIO Insomnia Project da empresa de recrutamento.

Cerca de um terço dos CIOs entrevistados (34%) está pelo menos um pouco preocupado em perder os melhores profissionais de TI para outras empresas.
 

Ambiente ideal

Então, como lidam os executivos de TI com esse problema? Um bom ambiente para os funcionários de TI é um que seja desafiante e, ao mesmo tempo, permita à equipa aprender, afirma o CTO do Highland Bank, Craig Boivin. “Se consegue fornecer um ambiente onde eles sejam treinados, aprendam novas tecnologias e sintam que estão a crescer, haverá mais chances de ficarem”, explica Boivin.

“Sou realmente grande em desafios”, diz o presidente do fornecedor de serviço Presilient, Michael Parsons. “Encontrar uma maneira de agarrar os meus melhores funcionários e lhes dar novos desafios para que eles sintam que tiveram impacto no negócio. Os funcionários de TI querem impactar o negócio… E querem encontrar novas tecnologias que nos permitam resolver problemas. O status quo não atrai esses indivíduos”.

À medida que a economia melhore, 37% dos CIOs planeia implementar melhorias no hardware ou software, segundo dados da Robert Half. Outros projectos que os executivos de TI colocaram de lado em 2009 e esperam reviver após a recessão incluem a virtualização (16%), computação na nuvem (11%) e sites de medias sociais com a marca da empresa (9%).

A obtenção de lucros continua a sendo um problema para alguns líderes de TI, no entanto. Quando questionados sobre a possibilidade do investimento corporativo em projectos de TI, apenas 15% disseram estar muito confiantes. O restante respondeu estar confiante (28%), algo confiante (29%), pouco confiante (12%), sem confiança (15%). Apenas 1% disse não saber.

“Os CIOs estão sob pressão crescente para inovar e ao mesmo tempo protegerem as suas empresas contra novas ameaças de segurança e gerir uma quantidade cada vez maior de informações”, disse o diretor-executivo da Robert Half Technology, John Reed. “Esses desafios fazem com que seja especialmente importante para os executivos de tecnologia ficar ligados com as suas empresas e partilharem as melhores práticas”.

(IDG News Service/IDGNow!)

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.