LibreLink – Aplicação para ler glicose não disponível

E já lá vão quase 2 meses que estou a utilizar o FreeStyle Libre! A facilidade de poder ler a glicose a qualquer momento, sem precisar picar o dedo, é um benefício que eu esperava há muito tempo. Mesmo que as leituras não sejam totalmente compatíveis com as dos medidores tradicionais, o que mais me importa é mante-las dentro da zona desejada (no meu caso, definida entre 60 e 160 mg/dl).

blog-header-freestyle-libre

O fato de poder sair de casa e não ter de levar o glicometro, o aparelho de picar, as lancetas, as tiras de glicose, etc. é de facto uma outra liberdade, especialmente para os homens, que não utilizam bolsas e, que por isso têm de conseguir guardar tudo nos bolsos, ou então “alugar” a mala da esposa que nem sempre nos acompanha.

O melhor dos mundos seria não precisar de levar nem sequer o leitor do Libre! A boa notícia é que isso já é possível, desde que se tenha um smartphone com NFC (Near Field Communication). O NFC está presente na maioria dos modelos de smartphones de categoria média e “top de gama”. O meu Samsung Note 4, que já tem cerca de 2 anose possui esse recurso que, até à pouco tempo atrás, nunca tinha sido usado. Hoje, muitas das vezes opto por deixar o leitor do Libre em casa e usar apenas o smartphone para ler a glicose.

No entanto, não basta apenas um smartphone com NFC. É necessário também uma aplicação que seja capaz de ler o sensor do Libre, interpretar as informações, e apresenta-las de forma amigável.

Existe uma aplicação oficial, homologada pela Abbott, chamada LibreLink. Infelizmente, ela ainda não está disponível para Portugal. Entrei em contato com a Abbott, e a resposta que tive foi que será disponibilizada, mas não têm uma data prevista. Ou seja, teremos que aguardar sabe Deus quanto tempo para termos acesso à aplicação “oficial”. A vantagem de usar-mos a aplicação oficial é que temos a certeza de que foi testada pela Abbott e portanto, fornece informações seguras, usando provavelmente os mesmos algoritmos de correção/estatísticas existentes no leitor oficial.

Para quem tem pressa e não quer esperar pela publicação da aplicação LibreLink em Portugal, já existem alternativas desenvolvidas por terceiros, que conseguem ler os sensores do Libre, e que já podem ser usadas. No entanto, essas aplicações de terceiros não são homologados pela Abbott, ou seja, apenas fazem a leitura do sensor e apresentam a informação, sem qualquer tipo de “inteligência” ou correção dos dados. Noutras palavras, a informação apresentada é a que foi lida diretamente do sensor e, portanto, pode divergir da informação apresentada pelo leitor oficial do Libre.

Glimp

GLIMP

O Glimp é uma aplicação bastante completa! Além de fazer a leitura dos dados do sensor do Libre, também permite que insira manualmente outros valores, por exemplo, carboidratos ingeridos, unidades de insulina aplicadas, calorias, medições realizadas com os glicometros tradicionais, etc. Pode até, quando administra a sua dose de insulina, indicar em que região do corpo ela foi aplicada. Aliás, a aplicação pode controlar as regiões do corpo e dedos, sugerindo-lhe qual o dedo que deve ser picado, ou qual o local onde deve injetar insulina. Por isso a aplicação pode ser utilizada até mesmo por diabéticos que não estejam a utilizar o FreeStyle Libre!

Também tem uma calculadora de viagem, onde ao informar quantos dias ficará fora, faz uma estimativa de quanta insulina, agulhas, etc. precisa de levar. Essas estimativas são baseadas nos dados recolhidos e inseridos no decorrer da actualização da aplicação.

O Glimp fornece lembretes importantes, por exemplo, quanto tempo resta para o sensor do Libre expirar, quanta insulina ainda resta nas suas canetas, etc. Obviamente, para que algumas dessas informações sejam confiáveis, é necessário disciplinar-se e informar a aplicação sempre que tomar uma dose de insulina, etc. Também tem disponivel uma calculadora de calorias e carboidratos.

Por último, o Glimp está integrado com o Dropbox, portanto, os logs podem ser partilhados automaticamente entre vários dispositivos nos quais tenha o Glimp e o Dropbox instalado (smartphones, tablets, etc).

Interessante também é o facto que o Glimp poder ser usado até mesmo para ler sensores expirados! Mas isso não é recomendado, pois a precisão de um sensor expirado já está comprometida.

Liapp

LIAPP

O Liapp é uma aplicação muito mais simples do que o Glimp, mas às vezes a simplicidade não é exatamente o que procuramos! Se quer apenas uma aplicação que leia o sensor do Libre e apresente o valor da glicemia, de forma simples e direta, sem gráficos complicados, etc. então o Liapp é o indicado para si!

Basta passar o smartphone sobre o sensor para recolher as medições das últimas 8 horas, e apresentar o valor da glicose naquele momento, e também um gráfico das últimas medições, ficando muito fácil de detectar a “tendência” da glicose. Há também um log com os valores das medições anteriores.

Posso então deixar o leitor do Libre de lado e usar apenas os aplicativos?

Bem, se a aplicação LibreLink já estivesse disponível em Portugal, eu diria que sim! Afinal, a aplicação foi testada pela Abbott. Mas, como ainda não está disponível, ainda temos que usar as aplicações de terceiros, os quais não têm qualquer relação com a Abbott. Como ela não divulga publicamente o formato dos dados lidos nos sensores, os desenvolvedores dessas aplicações “não oficiais” tiveram que desvendar o formato, e nada garante que essa interpretação seja 100% perfeita.

No meu caso em concreto, dependendo de onde vou e de cada situação, às vezes sinto-me confortável em não levar o leitor do Libre, e usa apenas o smartphone com o Liapp ou o Glimp para ler a glicose.

No entanto, na maioria das vezes, levo também o leitor oficial. Enfim, a escolha é sua, o importante é entender os riscos.

Atenção!

Na página do Glimp existe um aviso de que alguns smartphones podem danificar o sensor do Libre:

ATTENTION: devices Huawei Nexus 6P, Samsung Galxy Core Prime, Samsung Galaxy Young and Samsung Galaxy J5 may break Libre sensor. If you have one of these models please don’t use Glimp for reading sensors!

Fique atento se o seu smartphone está nessa lista!

Para terminar, INICIALIZE SEMPRE UM NOVO SENSOR COM O LEITOR OFICIAL DO LIBRE E NÃO COM UMA APLICAÇÃO DE TERCEIROS!

 

ACTUALIZAÇÃO:

Para aqueles que têm alguns conhecimentos de informática deixo a segui uma solução recente para conseguir instalar a aplicação em Portugal.

Consiste basicamente no seguinte:

    1. Registar uma nova conta no Gmail e certificar-se que na opção de localizações escolhe um dos países onde a aplicações está disponível (ex: Espanha)

 

    1. Adicionar a sua nova conta ao seu smartphone

 

    1. Instalar a aplicação “

Hola

    1. ” no seu smartphone

 

    1. Limpe a cache da sua aplicação “Google Play”

 

    1. Abra a aplicação “Hola” e escolha a Espanha para abrir a aplicação “Google Play”

 

    1. Certifique-se que esta ligado ao “Google Play” com a conta que criou para o efeito

 

    Procure e instale a aplicação “LibreLinkUP”

Video de demonstração:

 

Qualquer duvida não hesite em nos contactar…

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[5 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.