Liberty Seguros protege organizações de ataques informáticos

LibertySegurosOs ataques informáticos têm duplicado de ano para ano. Por mais que as organizações invistam na prevenção e proteção das suas redes, o perigo está sempre presente e no contexto da aplicação do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), que entra em vigor em maio, as organizações devem estar preparadas para reagir.  Para fazer face a esta realidade, a Liberty Seguros acaba de lançar o Liberty Cyber Risks, que quer responder pelos prejuízos decorrentes de ataques aos canais digitais de pequenas e médias organizações.

Em consonância com o estudo Continental European Cyber Risk Survey: 2016 Report, criado pela consultora Marsh, 25% das organizações em Portugal inquiridas admitiram ter sido alvo dum ataque cibernético nos últimos 12 meses. Já 38% identificam o perigo cibernético como o principal dos seus perigos corporativos.

Este tipo de ataques pode, por um lado, deixar a empresa completamente inoperacional, e por outro destruir a confiança dos seus clientes, causando danos reputacionais e de negócio que podem ser irreversíveis. Acresce que a inoperabilidade do sistema informático duma empresa pode inclusivamente levar ao incumprimento de obrigações contratuais ou mesmo legais.

A pensar nestes dados, a Liberty Seguros acaba de lançar um produto de Responsabilidade Civil destinado às pequenas e médias organizações, que cobre os perigos cibernéticos através do pagamento das indemnizações devidas após ataque aos canais digitais das mesmas.

“O Liberty Cyber Risks foi desenhado para que as pequenas e médias organizações possam fazer face aos prejuízos decorrentes de ataques às redes digitais, cobrindo custos decorrentes de despesas legais, danos reputacionais, perdas de dados, prejuízos por interrupção dos serviços da empresa e ciber extorsão”, destaca António Carvalho, Responsável de Organizações e Negócios Especiais da Liberty Seguros.

“Com este seguro, as organizações que tenham sido alvo dum ataque cibernético e cuja reputação tenha sido colocada em causa, podem, por exemplo, contratar uma agência para gerir a crise e apoiar na recuperação da a sua imagem”, acrescenta.

Com o lançamento deste novo produto, a Liberty Seguros possibilita que as pequenas e médias organizações portuguesas tenham forma de reagir a ataques cibernéticos.

Fonte: BIT

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.