Homem preso por comercializar CDs com Windows gratuito

Homem preso por comercializar CDs com Windows gratuito 1
Se estiverem a pensar numa forma de reduzir o desperdício electrónico, facilitando a reinstalação de Windows em PCs velhos, será melhor terem muito cuidado como o fazem… já que essas boas intenções podem valer-vos acima de 1 ano na prisão.

Eric Lundgren é um conhecido activista que luta contra o desperdício electrónico, tendo criado uma empresa – que já conta com 100 empregados – que promove a reutilização de material usado. Não será por isso de estranhar que a correta altura se tenha lembrado de recriar e disponibilizar DVDs com o Windows 7 de reposição… mal sabendo que isso o iria atirar para a cadeia.

Embora actualmente os PCs já nem venham com drives de CD/DVD, noutros tempos era comum que os portáteis e PCs viessem com um disco de reposição do Windows, para se reinstalar o sistema em caso de qualquer problema ou avaria. Era uma prática que posteriormente se foi perdendo, com os fabricantes a pouparem os cêntimos que custava o disco, direccionando os utilizadores para o download gratuito disponibilizado pela Microsoft.
Homem preso por comercializar CDs com Windows gratuito 3
De referir que estes discos servem simplesmente para reinstalar o Windows em PCs que já estão legalmente licenciados para tal, com a chave de produto / certificado de autenticidade colado na caixa; pelo que não servem de nada para quem estiver à procura dum Windows “gratuito”.

A questão é que muitos dos utilizadores destes PCs não sabem onde puseram estes discos, ou não sabem onde fazer o download, ou apenas não estão dispostos a ter esse trabalho – situação que levou Eric Lundgren a aventurar-se na produção duma série de milhares destes DVDs, aos disponibilizar a lojas de reparação, para que os pudessem comercializar a custo simbólico aos seus clientes. Uma forma de lhes poupar o trabalho de fazerem isso…. mas que a Microsoft não gostou.

Quando os discos estavam a entrar nos EUA, já fruto duma cilada onde lhe tinha sido pedido que os comprasse em o seu nome, foram apreendidos como sendo contrafacção e Eric Lundgren foi detido por falcatrua e falsificação – e de nada valeu tentar explicar ao tribunal que não se tratavam de Windows pirateados, mas sim, e simplesmente, de Windows de reposição que servem simplesmente para reinstalar o sistema em PCs já legalmente habilitados a terem o Windows instalado!

A Microsoft também não facilitou a tarefa, tratando o caso como se qualquer outra situação de venda de Windows pirateados… e a consequência é a incrível sentença de 15 meses de prisão efectiva, para alguém que tem passado a a sua vida a tentar reduzir o desperdício electrónico e tentava ajudar a manter mais alguns milhares de PCs a funcionarem por mais alguns anos, em vez de serem atirados para o lixo.

Fonte: Abertoatedemadrugada

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos

RECEBER GRÁTIS:

Como gostaria de receber mais informação do Informatico.pt?

Pode cancelar quando quiser clicando no link que aparece no rodapé dos e-mails.

DEIXAR COMENTÁRIO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.
Whatsapp Viber Telegram Ligar Agora Skype Enviar SMS
Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin

Formulário Agendamento

assistencia ao domicilio

Formulário Contato

formulario de contato