Hackers invadem NSA e disponibilizam dados

O grupo de hackers The Shadow Brokers afirmou nesta terça-feira (16) que foi responsável por uma invasão nos sistemas da NSA, a agência de inteligência norte-americana. Os malwares que foram vazados pelo grupo eram utilizados pela NSA para conseguir informações de pessoas e servidores.

nsa-hackers

Os arquivos foram liberados em partes pelo grupo de hackers. Uma parcela, 40% do conteúdo, está disponível na internet e teve sua autenticidade classificada como “intrigante” pelo pesquisador Claudio Guarnieri, da Universidade de Toronto. Segundo ele, os 300 MB de código se assemelham aos que eram feitos pela NSA. “Parece que a NSA atacou alguém, e que alguém conseguiu encontrar a origem desses ataques e os contra-hackeou”, afirmou Guarnieri.

Os outros 60% também foram liberados, mas de forma criptografada, e serão leiloados para quem pagar a maior quantia em bitcoin: US$ 1 bilhão é a aposta mínima. Esses arquivos também estão em posse do WikiLeaks, que prometeu publicá-los em seu devido tempo.

Oficialmente, esse material é do Equation Group, um sofisticado grupo de hackers que a Kaspersky (sim, a mesma do antivírus) suspeitou ter ligação com a NSA, baseada em evidências do caso Snowden, que revelou vários planos da agência para espionagem global.

nsa-hacking-teamPelo que o grupo já revelou, segundo a Wired, a NSA explorava falhas em equipamentos e servidores vendidos pelas empresas Cisco, Juniper, Fortigate e Topsec, uma companhia de segurança chinesa. A revista apurou que os malwares exploravam versões mais antigas dos produtos.

A maioria dos arquivos é antiga, de 2013, de acordo com o TechCrunch, que baixou o material. Segundo eles, as ferramentas de invasão são compostas majoritariamente de trojans de acesso remoto. Muitos estão escritos em Python ou arquivos de shell script e podem ser lidos por quem tem conhecimento na área.

 

Snowden: “Pode haver consequências políticas”

Segundo Edward Snowden, ex-analista da NSA, o hack de um malware da agência não é sem precedentes, mas a publicação do material é. “A NSA não é feita de mágica. Nossos rivais fazem a mesma coisa com a gente e, de vez em quando, conseguem”, disse, em sua conta do Twitter.

Logo depois, Snowden especulou alguns motivos para essa situação acontecer. Ele sugere que é mais um ato diplomático que de vigilância, dizendo acreditar que seja mais uma ação vinda da Rússia. No ano passado, hackers russos atacaram computadores do Pentágono.

edward_snowden

Mais recentemente, outro grupo de hackers russos invadiu o sistema do Comitê Democrata Nacional (DNC, na sigla em inglês), partido do atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e de sua candidata, Hillary Clinton. Junto com o WikiLeaks, foram liberados mais de 20 mil e-mails de políticos de alto cargo.

Segundo Snowden, essa segunda invasão à NSA é uma tentativa de influenciar o nível da resposta (provavelmente severa) de oficiais americanos à “guerra cibernética”. “Esse ataque é um provável alerta de que alguém pode provar que os EUA têm responsabilidade em quaisquer ataques feitos com esses malwares”, diz.

“Esse cenário pode ter consequências significativas na política internacional. Principalmente se alguma operação como esta teve como alvo aliados dos Estados Unidos, ou até mesmo alguém que esteve envolvido com eleições”, completa Snowden.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.