Formigas ajudam a resolver problemas Optimização

Formigas ajudam a resolver problemas. Investigadores do ISEC criam solução informática que ajusta métodos de optimização.

Francisco Baptista Pereira e Jorge Tavares, do Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra, inspiraram-se em formigas para desenvolver uma solução informática capaz de recriar e adaptar métodos de otimização capazes de dar resposta a problemas que surgem em situações reais.

“As formigas conseguem, de uma forma extremamente eficiente, encontrar trajectos que liguem dois pontos. Se pegarmos nessa ideia e a transpusermos para a área de optimização, conseguimos criar técnicas que resolvem problemas que implicam também encontrar trajectos mais curtos”, afirma Francisco Baptista Pereira ao Ciência Hoje.

Estes métodos de otimização, baseados em colónias de formigas, foram criados por um investigador italiano, Marco Dorigo, na década de 1990.

O que os investigadores agora propõem “é uma ferramenta computacional que diante um problema específico pega nas propostas existentes de algoritmos baseados em formigas e, de uma forma completamente automática, os ajusta ao problema concreto”. Assim, “liberta-se a pessoa que quer resolver um problema da necessidade de recorrer a um especialista para obter métodos de optimização que sejam eficazes”, explica Francisco Baptista Pereira.

Francisco Pereira e Jorge Tavares
Francisco Pereira e Jorge Tavares

Segundo o também docente do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, há muitas aplicações práticas para as técnicas de otimização. “Isto aplica-se ao controlo de tráfego na Internet mas também para gerar um conjunto de rotas para uma empresa de distribuição”, exemplifica.

Apesar de ainda estar em fase de testes para melhorar a autonomia e robustez, a solução proposta pelos investigadores do ISEC recebeu este mês uma distinção para o melhor artigo científico apresentado na conferência EuroGP-2012, encontro mundial de topo na área da Programação Genética.

Os próximos passos incluem “continuar o desenvolvimento do protótipo e tentar aplicá-lo a diferentes problemas”, avança Francisco Pereira.

De acordo com o responsável, a maior parte dos problemas de optimização reais vão-se modificando ao longo do tempo e nestas situações em concreto é importante existir uma técnica que se vá ajustando às modificações do problema.

“A ferramenta que desenvolvemos, pelo facto de ser completamente automática a forma pela qual se vai ajustando ao problema, é especialmente indicada para situações dinâmicas”, realça.

O que pensa da investigação?

 

Pelos vistos temos muito a aprender com a natureza e em particular com as Formigas.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.