Facebook torna utilizadores psicóticos

Um estudo israelita afirma que a rede social Facebook pode conduzir os utilizadores a comportamentos psicóticos e a ilusões. Alguns dos problemas causados pelo Facebook apontados pelo estudo estão relacionados à distorção geográfica e espacial, ausência de sinais não-verbais, além da tendência de idealizar a pessoa com que estamos nos comunicando, tornando-nos íntimas sem nunca ter tido um encontro face a face.

crazy

Um estudo da Universidade de Tel Aviv, em Israel, aponta ligações entre surtos psicóticos e delírios em pacientes solitários causados por relacionamentos cultivados em redes sociais, como o Facebook .

Segundo o “Daily Mail”, embora os pacientes estudados já apresentassem problemas de solidão, nenhum deles tinha histórico de psicose ou abuso de drogas, fatores que poderiam explicar os surtos.

 

O que é uma psicose?

Psicose é um quadro psicopatológico clássico, reconhecido pela psiquiatria, pela psicologia clínica e pela psicanálise como um estado psíquico no qual se verifica certa “perda de contato com a realidade”.

Nos períodos de crises mais intensas podem ocorrer (variando de caso a caso) alucinações ou delírios, desorganização psíquica que inclua pensamento desorganizado e/ou paranóide, acentuada inquietude psicomotora, sensações de angústia intensa e opressão, e insônia severa.

Tal é frequentemente acompanhado por uma falta de “crítica” ou de “insight” que se traduz numa incapacidade de reconhecer o carácter estranho ou bizarro do comportamento.

Desta forma surgem também, nos momentos de crise, dificuldades de interacção social e em cumprir normalmente as actividades de vida diária.

O estudo foi publicado no ”Israel Journal of Psychiatry”.

“Enquanto o acesso à internet se torna cada vez mais fácil, também cresce o número de psicopatologias registradas”, alerta Uri Nitzan, pesquisador-chefe da Faculdade de Medicina da Universidade de Tel Aviv.

De acordo com o cientista, comunicações via computador, como a do Facebook e grupos de chat, fazem parte desses relatos.

Alguns dos problemas causados pelo Facebook apontados pelo estudo estão relacionados à distorção geográfica e espacial, ausência de sinais não-verbais, além da tendência de idealizar a pessoa com que estamos nos comunicando, tornando-nos íntimas sem nunca ter tido um encontro face a face.

São fatores que em conjunto podem contribuir para que a vítima perca a noção da realidade e desenvolva um estado psicótico, diz o pesquisador.

 

Casos psicóticos causados pelo Facebook

Três de seus pacientes, segundo Nitzan, buscaram refúgio de situações de solidão e encontraram consolo em relacionamentos virtuais intensos.

Embora isso tenha sido positivo no início, os pacientes eventualmente foram levados a sentimentos como dor e tristeza com traições e invasão de privacidade.

Um dos pacientes, conta Nitzan, chegou a ter alucinações táteis, como se a pessoa do outro lado da tela a estivesse tocando fisicamente.

“Em cada um dos casos, uma conexão entre o desenvolvimento gradual e exacerbação de sintomas psicóticos, incluindo delírios, ansiedade, confusão e uso intensificado do computador“, explica o médico.

Todos os pacientes, no entanto, conseguiram recuperar-se da utilização do Facebook após passarem por tratamento e cuidados especiais.

 

Acha que vai tornar-se psicótico por causa do Facebook ?

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[5 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.