Facebook torna-nos mais pobres, gordos e agressivos

Facebook influencia directamente o nosso estilo de vida e, segundo alguns investigadores, para pior e torna-nos mais pobres, gordos e agressivos.

facebook gordos pobres agressivos

Investigadores da Universidade de Colúmbia e de Pittsburgh mostraram que os utilizadores da rede social Facebook são mais preguiçosos quando é necessário resolver problemas matemáticos.

Um estudo realizado pela Universidade de Colúmbia e de Pittsburgh procurou mostrar a verdade por trás das fotos de pessoas ricas, magras e “boazinhas” postadas no Facebook .

De acordo com Keith Wilcox, um dos autores do estudo, uma das principais consequências da “vida perfeita” criada nas redes sociais é a diminuição do auto controlo das pessoas e o aumento da agressividade.

“Quando se sente bem consigo mesmo, sente-se no direito de fazer as coisas. E quer proteger aquela imagem melhorada, o que faz com que as pessoas reajam violentamente às pessoas que não concordam com as suas opiniões”, afirmou o investigador ao “Wall Street Journal”.

A investigação, que contou com a participação de 541 pessoas e foi dividida em cinco partes, também constatou que os utilizadores do Facebook engordam e endividam-se mais do que o normal.

De acordo com os investigadores, as pessoas que passam muito tempo no Facebook tendem a comer mais porcarias e a acumular mais dívidas no cartão de crédito.

A maneira como se comporta no Facebook pode influenciar diretamente o seu estilo de vida e, segundo os investigadores, para pior.

Depois de usar a rede por cinco minutos, os voluntários tinham de escolher entre comer um biscoito de chocolate ou uma barra de cereais. Segundo o estudo, quem utilizou a rede social, optou pelo biscoito de chocolate, e quem não utilizou a rede ficou mais inclinado a comer a barra de cereais, menos calórica.

Sendo assim, aqueles que passavam mais tempo online e tinham muitos amigos na rede social, tinham mais tendências de comer ‘porcarias’ e ter mais gordura no corpo. Os investigadores perguntaram aos participantes sobre o tempo que passam online, e verificaram que os que passam mais tempo são os utilizadores com mais peso.

Outra conclusão deste estudo indica que os utilizadores do Facebook são mais propensos a terem impulsos consumistas, e gastar dinheiro com mais facilidade para comprar alguma coisa. Assim sendo, ficar demasiado tempo na rede social, pode fazer com que a pessoa fique mais pobre.

Para além disso, a imagem positiva que surge a partir da página, faz com que o auto-controle do sujeito diminua, e uma das consequências dessa situação é a agressividade. Isto é, as pessoas tornam-se mais agressivas no Facebook porque “quando nos sentimos bem connosco próprios, sentimo-nos no direito de fazer as coisas.

E quando as pessoas querem proteger a sua imagem melhorada que o Facebook permite que se tenha isso faz com que se reaja mais fortemente àquelas que não concordam com as nossas opiniões”, disse Keith Wilcox, um dos autores do estudo, ao Wall Street Journal.
Outra conclusão foi também que os utilizadores do Facebook mostram-se mais preguiçosos quando devem resolver problemas matemáticos, desistindo mais facilmente das coisas.

 

O que pensa dos resultados deste estudo?

Estará o Facebook a alterar os nossos comportamos?

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.