Facebook actualizou IA para reconhecimento de texto

Evoluções apresentadas facilitam a integração da tecnologia open source em smartphones de baixa gama.

fasttextOs programadores têm uma nova ferramenta para levar as aplicações móveis a perceber texto, graças a uma actualização do projecto de código aberto da Facebook na terça-feira. O grupo de pesquisa em inteligência artificial (IA) da gestora de redes sociais lançou uma nova versão da FastText ‒ biblioteca de programação projectada para facilitar a implantação de sistemas de aprendizagem automática sobre texto.

Usando uma técnica, que os investigadores denominaram FastText.zip, os programadores podem compactar um modelo de reconhecimento de linguagem, de modo a ocupar menos duas ordens de magnitude, em espaço de memória. E mantendo a maior parte da precisão.

É uma evolução capaz de permitir que os modelos sejam implantados em dispositivos menos potentes, como smartphones e dispositivos equipados com Raspberry Pi, tornando-os mais úteis para uma variedade mais ampla de aplicações.

Além disso, a Facebook lançou um par de tutoriais concebidos para levar os programadores à utilização do FastText. A mesma equipa também lançou um grupo de quase 300 conjuntos de tecnologia pré-treinada em idiomas, para simplificar ainda mais os processos.

O que torna a FastText especial é que a equipa que aconstrói, na Facebook, está focada em pegar nas técnicas existentes e torná-las mais acessíveis, para evitar-seo recurso a cientistas de dados só para introduzir a aprendizagem automática em apps.

Um dos objectivos da FastText é tornar mais fácil às pessoas com habilitações fracas em programação, fazerem a classificação de texto (o processo de atribuir um bloco de palavras a um conjunto de categorias) e a representação de texto (o processo de transformar texto não estruturado em números para computação).

O que torna a FastText especial é que a equipa que aconstrói, na Facebook, está focada em pegar nas técnicas existentes e torná-las mais acessíveis aos programadores. Trata-se de evitar o recurso a cientistas de dados só para introduzir a aprendizagem automática em apps.

Por exemplo, a biblioteca pode servir na ferramentas de análise de sentimento, para que as aplicações possam entender se os utilizadores estão a dizer algo positivo ou negativo.



António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos

RECEBER GRÁTIS:

DEIXAR COMENTÁRIO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.
Whatsapp Viber Telegram Ligar Agora Skype Enviar SMS

Bem Vindo!

Ao clicar em ENTRAR, declara que leu e que aceita a nossa Política de Privacidade.

ajudar-informatico-pt

Mantenha-se Informado!

Inscreva-se para receber conteúdo exclusivo, brindes, ofertas e promoções…

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin

Formulário Agendamento

assistencia ao domicilio

Formulário Contato

formulario de contato

Registar

Ao clicar em REGISTAR, declara que leu e que aceita a nossa Política de Privacidade.