Economia e Política são responsáveis pelos ataques DDoS

 
Os ataques DDoS acidentais levados a cabo por spammers, as sabotagens com motivações políticas e, os proprietários de botnets DDoS que tentam vencer dinheiro com as Bitcoin são simplesmente algumas das tendências analisadas no relatório, elaborado pela Kaspersky Lab, referente ao 4.º trimestre de 2017 com base nos dados do Kaspersky DDoS Intelligence.

No 4.º trimestre de 2017, o número de países atingidos por botnets DDoS diminuiu de 98 para 92. O Vietname entrou pela primeira vez na lista dos principais países afetados, substituindo Hong Kong. Por outro lado, o Canadá, a Turquia e a Lituânia entraram na lista dos 10 principais países onde se encontram os servidores de C&C que controlam os botnets DDoS, ultrapassando Itália, Hong Kong e o Reino Unido.

As estatísticas do Kaspersky DDoS Protection, que incluem dados sobre a atividade de botnets e de outras fontes, demonstram uma menor popularidade dos ataques DDoS utilizando simplesmente o método HTTP ou HTTPS flood e passando de 23% em 2016 para 11% em 2017. Ao mesmo tempo, a frequência de ataques que usam, simultaneamente, diversos métodos aumentou de 13% para 31%. Isto pode dever-se, em parte, à dificuldade e ao custo inerentes à organização de ataques HTTP(S), enquanto os ataques mistos permitem aos hackers uma maior eficácia com menores custos.

No que diz respeito à duração dos ataques DDoS através de botnets, o maior ataque, levado a acabo nos últimos meses de 2017, durou simplesmente 146 horas. A vítima foi um website que pertence a uma empresa chinesa e que ensina a preparar pratos tradicionais asiáticos. Porém, as motivações por trás dos ataques mais importantes foram motivações políticas (entre eles os ataques direcionados ao Gabinete de Estatística da República Checa ou ao Tribunal Constitucional espanhol), juntamente com as tentativas de beneficiar com as flutuações da taxa de câmbio das Bitcoin.

“Não é necessário existir um objetivo específico para uma empresa se tornar numa vítima dum ataque DDoS. Hoje em dia, este é um instrumento para pressionar ou vencer dinheiro ilegalmente, e os ataques acabam não só por causar danos às grandes organizações, mas também às mais pequenas. Qualquer empresa que necessite de aceder à internet, ainda que parcialmente, tem de contar com uma proteção anti DDoS. Por essa razão, lançámos, no ano passado, uma versão especial do Kaspersky DDoS Protection adaptado às pequenas organizações”, comentou Kirill Ilganaev, Diretor de Proteção DDoS na Kaspersky Lab.

Fonte: BIT

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[5 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.