Departamentos financeiros mais interessados na cloud

O ritmo de adopção de aplicações de gestão financeira, em cloud computing, está a surpreender a Gartner.

Há uma mudança importante está a ocorrer na forma como as organizações estão a seleccionam as suas aplicações de gestão financeira. A adopção e migração para aplicações em cloud computing está a fazer-se mais rápido do que o esperado, de acordo com a Gartner.

Dados recentes da consultora, obtidos em inquérito a executivos financeiros de finanças superiores indicam que, até 2020, 36% das organizações usará a cloud para suportar mais da metade de seus sistemas de registo de transacções. A Gartner consultou 439 executivos à escala mundial e chegou a três conclusões principais:
‒ organizações de todos os tamanhos estão a adoptar soluções em cloud computing, tanto para aplicações financeiras básicas, como para sistemas de registo transaccionais;

‒ o interesse pela cloud computing para aplicações de gestão financeira é consistentemente maior de ano para ano;

‒ as iniciativas de investimento em Business Analytics e aplicações empresariais continuam a ser as principais para executivos financeiros seniores;

As organizações de menor e média dimensão são aquelas que estão a adoptar cloud computing mais rapidamente do que as organizações maiores. Perto de 44,6% das pequenas empresas , 37,7% das das médias e 40,4% das grandes planeiam adoptar cloud computing nos próximos três anos.

“Descobrimos que a maioria dos clientes à procura de aplicações financeiras estão apenas interessados ​​na opção em cloud computing”, diz John Van Decker, vice-presidente de pesquisa na Gartner. “Muitas organizações com soluções ‘on-premises’ querem mudar para soluções mais recentes que colocam maior controlo nas mãos do utilizador final e reduzem o esforço necessário para actualizações”.

Soluções na cloud ainda em transformação

Mas as soluções em cloud ainda estão em estado de transformação e a capacidade oferecida não é uniforme para atender às necessidades face aos segmentos verticais existentes as diferentes dimensões das empresas e os mercados. As organizações precisam de preparar bem a avaliação de soluções em nuvem nesses mercados, avisa a consultora.

Apesar disso, “o estudo da Gartner mostrou que 93% das empresas querem a cloud para suportar metade das transacções da empresa no futuro”, nota Van Decker. “Os fornecedores têm respondido com plataformas novas e reestruturadas na cloud, e a maioria pôs menos foco nas suas soluções ‘on-premises’, em favor das implementações em cloud, mais lucrativas para eles, reduzindo o esforço de suporte de TI local”.



António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.