Computação na nuvem criará 2,5 milhões de empregos

A Comissão Europeia apresentou uma estratégia para explorar o potencial do armazenamento ‘online’ de ficheiros e ‘software’, computação na nuvem, que integra um conjunto de acções que resultarão na criação de 2,5 milhões de novos empregos na Europa, até 2020.


A nova estratégia para «Explorar plenamente o potencial da computação na nuvem (‘cloud computing’) na Europa» deverá também gerar um aumento anual do Produto Interno Bruto (PIB) da União Europeia de 160.000 milhões de euros, até 2020.

«A estratégia visa acelerar e aumentar a utilização da computação na nuvem em todos os sectores da economia», segundo um comunicado do executivo comunitário, divulgado em Bruxelas.

O ‘cloud computing’, ou computação na nuvem , é uma tecnologia que permite o armazenamento de dados (como ficheiros de texto, imagens e vídeos) e ‘software’ em computadores distantes, aos quais os utilizadores podem aceder através da Internet.

A Comissão Europeia afirma que este processo «é mais rápido, mais barato, mais flexível e potencialmente mais seguro do que as soluções informáticas locais», e salienta que os benefícios económicos resultarão da sua utilização generalizada por empresas e pelo sector público.

Segundo o executivo comunitário, «80 por cento das organizações» que a utilizam a computação na nuvem conseguem reduzir os seus custos «em pelo menos 10 a 20 por cento».

A Comissão Europeia afirma que a «ausência de normas comuns e de contratos claros» acaba por dissuadir «muitos dos potenciais utilizadores» das soluções de computação na nuvem .

Neste contexto, o executivo comunitário propõe como ações da estratégia apresentada hoje a elaboração de um «modelo de termos contratuais seguros e justos para os contratos de serviços de computação na nuvem , incluindo acordos sobre o nível de serviço» e a criação de uma parceria europeia neste domínio, entre os Estados-membros e a indústria.

Esta parceria visa para aumentar as hipóteses de os prestadores europeus do serviço de computação na nuvem «crescerem e atingirem uma escala competitiva e reduzir os custos e aumentar a qualidade dos serviços de administração pública em linha».

«Sem a acção da União Europeia, ficaremos confinados às muralhas nacionais, desbaratando milhares de milhões de euros de ganhos económicos. Temos de obter massa crítica e estabelecer um conjunto único de regras para toda a Europa. Devemos procurar, com determinação, eliminar os riscos que muitos vêem na computação na nuvem », afirmou a vice-presidente da Comissão Europeia Neelie Kroes, citada no comunicado.

Já a vice-presidente da Comissão Viviane Reding disse que «a estratégia para a computação na nuvem aumentará a confiança nas soluções informáticas inovadoras e acelerará a criação de um mercado único digital concorrencial, onde os europeus se sintam seguros».

 

 O que pensa da computação na nuvem?

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.