Como nasceu o Android

Tudo começou há cerca de 8 anos. Mas só há sensivelmente 2 anos é que foi notada a sua existência e, desde então o seu crescimento tem sido enorme.

A divisão de programadores Android da empresa [x]cubeLABS construiu um infográfico, bastante intuitivo, carregado de informação interessante que assinala todos os pontos determinantes na vida deste Sistema Operativo móvel. Dê uma espreitadela!

Existem várias controvérsias que sugerem influências no rumo que tomou este SO da Google, nomeadamente provenientes da Apple. A aparição do primeiro iPhone, sem teclado físico, ocorreu antes de ser conhecido um protótipo Android com o mesmo aspecto. Coincidência ou não, não haja dúvidas que o rumo que os smartphones tomaram vai de encontro com esse conceito.

Vejamos a História do Android… até agora. Note na barra vertical, mais à direita, que vai indicando a quota de mercado em determinado período.

A ano de 2010 foi decisivo na impulsão do Android. A continuidade da versão 2.0 (Eclair) e o aparecimento da versão 2.2 (Froyo) foram determinantes para que a quota de mercado tivesse, nesse ano, um crescimento na ordem dos 400%.

Nem tudo “são rosas” e, juntamente com o sucesso, vêm-se arrastando vários problemas quer a nível de estabilidade (recentemente na versão 3.0 Honeycomb) quer a nível de fragmentação generalizada (dada a enorme variedade de dispositivos que albergam este SO).

A distribuição das versões acima mostrada não é uma surpresa. As marcas que o distribuem não tinham obrigatoriedade em manter o suporte dos produtos que vendem, de forma a actualizá-los, daí existirem cerca de 20% de utilizadores com versões inferiores à 2.2 (de Maio/2010) e com sérios problemas de compatibilidade com várias aplicações existentes no Market.

Felizmente que a Google, no passado mês de Maio no evento Google I/O, anunciou a obrigatoriedade de suporte de, pelo menos, 18 meses a contar da data de lançamento do respectivo terminal.

A próxima versão 4.0, anunciada e baptizada de Ice Cream Sandwich, está agendada para o final deste ano e promete corrigir algumas mazelas neste SO. Será capaz de funcionar e de se adaptar quer a smartphones quer a tablets (à semelhança do iOS da Apple), graças a uma framework única, e promete não ter requisitos mínimos de hardware para que consiga funcionar devidamente em qualquer dispositivo.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.