Comece a Jogar e deixe o Facebook

Desde os longínquos tempos do Atari (talvez até antes) que os videojogos são cercados de boatos infundados. A minha mãe acusou os jogos por precisar de óculos aos 7 anos de idade. Outra coisa que os jogadores estão habituados a ouvir é que os jogos nos deixam burros. Mas na verdade, vários estudos sugerem exactamente o contrário.jogos pokemon facebook

Um dos mais recentes foi conduzido por Alberto Posso, professor do Instituto Real de Tecnologia de Melbourne. Teve como objectivo principal descobrir se as redes sociais como o Facebook e os jogos electrónicos, especialmente as versões online, podem prejudicar o rendimento escolar dos adolescentes.

Para isso, analisou dados de 12 mil estudantes australianos com idade na faixa dos 15 anos a partir de um programa de avaliação estudantil que, além de qualificar o desempenho dos alunos em matemática, ciências e interpretação de textos, recolhe dados das suas actividades online que incluem as redes sociais e, claro, os jogos.

blue-facebook-melting-brain

Ao jornal El Mundo, Alberto Posso revelou que esperava encontrar uma relação entre a utilização das redes sociais e o desempenho mais baixo nas disciplinas avaliadas. Isso, de fato, aconteceu. O que ele não esperava é que os jogos pudessem estar associados a um efeito contrário: notas mais altas.

Os alunos que revelaram participar em jogos online diariamente tiveram, em média, 15 pontos a mais em matemática que os restantes estudantes. Em ciências, essa média foi de 17 pontos. Também afirmou que os jogadores tiveram resultados mais interessantes na compreensão de leituras.

Já entre os alunos que afirmaram aceder a redes sociais todos os dias e por várias horas, a média obtida em todas as disciplinas ficou 20 pontos abaixo na comparação com os outros estudantes.

Em resumo, jogue mais, fique menos tempo nas redes sociais. O problema de serviços como Facebook, Twitter e Snapchat é a dispersão que eles promovem. A busca por gostos, visualizações e comentários accionam as áreas de recompensa no cérebro e, portanto, tendemos a procurar esses pequenos momentos de prazer cada vez mais. Uma mente dispersa ou focada noutras actividades vai prejudicar o desempenho do indivíduo nos estudos ou no trabalho, invariavelmente.

the-10-greatest-video-game-consoles-ever-jpg-optimal

Alberto Posso reconhece que o seu estudo não deve ser encarado como uma verdade absoluta. O desempenho escolar depende de numerosos fatores, como aspectos culturais, apoio familiar e conteúdo educacional de qualidade. Mas vários outros estudos reforçam a tese de que os jogos podem mesmo contribuir para o desenvolvimento de habilidades importantes.

Só para dar alguns exemplos, jogos como Minecraft e, mais recentemente, Pokémon Go, além de estimularem o raciocínio lógico, as capacidades sensoriais e a rapidez nas respostas, colocam os jogadores em contacto com outras pessoas. Isso é importantíssimo para o desenvolvimento de habilidades sociais. Um aluno que interage bastante na escola e se sente parte de um grupo terá mais hipoteses de obter boas notas.

É claro que passar o dia todo a jogar não é nada recomendável. Como sempre, o pecado está no excesso. No outro extremo, não é porque um aluno não joga que terá um desempenho mais baixo. Cada caso é um caso. Mesmo assim, estudos como este são relevantes. Eles indicam, por exemplo, que a gamificação pode ser uma boa forma de aumentar o envolvimento dos alunos nas aulas.

O que pensa deste estudo sobre os jogos e as redes sociais?

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

1 thought on “Comece a Jogar e deixe o Facebook”

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.