24 Horas

DISPONÍVEIS

As caracteristicas das redes sociais

Provavelmente já se questionou sobre as caracteristicas das redes socais que encontra habitualmente pela Internet.

Aliás, muitos utilizadores pesquisam sobre a existência de diversas redes sociais mas poucos conhecem as suas características e funcionalidades.

Pois bem, no resolvemos vasculhar a Internet atrás das redes sociais mais utilizadas para percebermos melhor como funcionam e quais as suas caracteristicas mais relevantes.

Mas primeiro precisamos de perceber o que dizem algumas para conseguirmos identificar os tipos de redes sociais que existem actualmente na Internet.

 

person using black iPad Photo by on

Tipos de redes sociais

O que essas observações sugerem é que existem cinco características básicas que diferenciam uma rede social de um site comum.

Essas características permitem-nos classificar as redes sociais em vários tipos que descrevemos a seguir.

 

1 -Baseadas no utilizador

Antes de redes sociais como o Facebook ou o MySpace se tornarem populares, os sites eram baseados em conteúdo atualizado por um utilizador e lido pelos visitantes do site.

O fluxo de informações estava numa única direção, ou seja a direção de futuras atualizações era apenas determinada pelo webmaster ou escritor.

As redes sociais online, por outro lado, são construídas e dirigidas pelos próprios utilizadores.

Sem os utilizadores, a rede seria um espaço vazio preenchido com fóruns, aplicações e salas de chat vazios. Os utilizadores preenchem a rede com conversas e conteúdo.

A direção desse conteúdo é determinada por qualquer pessoa que participe da discussão.

É isso que torna as redes sociais muito mais emocionantes e dinâmicas para os utilizadores da Internet.

 

2 – Interativas

Outra característica das redes sociais modernas é o fato de serem muito interativas.

Isso significa que uma rede social deixou de ser apenas uma coleção de salas de chat e fóruns. Sites como o Facebook são preenchidos com aplicações de jogos baseados em rede, onde pode jogar poquer juntos ou desafiar um amigo para um torneio de xadrez.

Estas redes sociais estão rapidamente a tornar-se num passatempo que mais pessoas estão a trocar pela televisão.

Isto porque são mais do que apenas entretenimento, são uma maneira de se ligar e de se divertir com os amigos.

 

3 – Orientadas à comunidade

As redes sociais são construídas e prosperam a partir de conceitos da comunidade. Isso significa que, assim como as comunidades ou grupos sociais em todo o mundo, são baseadas no fato de que os membros mantêm crenças ou hobbies comuns.

Ou seja, as redes sociais baseiam-se no mesmo princípio.

Nas redes sociais online mais modernas que existem atualemnte, encontrará sub-comunidades de pessoas que partilham pontos em comum, como ex-alunos de uma escola particular ou um grupo de bem-estar animal.

Não apenas pode descobrir novos amigos nessas comunidades baseadas nos mesmos interesses, mas também para se voltar a ligar a velhos amigos que perdeu o contato há muitos anos.

 

4 – Baseadas nos relacionamentos

Ao contrário dos sites do passado, as redes sociais prosperam em termos de relacionamentos.

Quanto mais relacionamentos tiver na rede, mais sucesso ela terá.

Tal como a maioria dos esquemas de pirâmide, nas redes sociais online, funcionam com base no mesmo conceito de forma muito mais poderosa.

Mesmo quando tem apenas 20 contatos e publica uma nota ou atualização na sua página, esse conteúdo prolifera-se  numa rede de contatos e sub-contatos muito maiores do que imagina.

 

5 – Baseadas no conteúdo

Outra característica única das redes sociais é o seu fator emocional.

De facto, os sites do passado estivam focados principalmente em fornecer informações aos seus utilizadores.

Por outro lado a rede social oferece aos utilizadores segurança emocional e uma sensação de que não importa o que aconteça, seus amigos estão ao seu alcance.

Por isso quer esteja a sofrer com um divórcio, ou qualquer outra crise familiar, as pessoas descobrem que a capacidade de entrar na Internet e se comunicar diretamente com um círculo de amigos fornece muito apoio numa situação incontrolável.

 

silver laptop computer with assorted logo screengrab Photo by on

Como apareceram as Redes Sociais

Em Sociologia, chamamos de redes sociais o conjunto de relações entre membros de um sistema social (comunidade), que ao se comunicarem trocam experiências e informações.

Atualmente, quando falamos em “Redes Sociais”, se vêm em mente somente os espaços cibernéticos destinados à aglutinação e comunicação entre as pessoas, quando, na verdade, o ser humano desde o início dos tempos buscou formas de se comunicar com os seus semelhantes.

Na Pré-História vemos essa tentativa de comunicação através de imagens pintadas nas paredes das cavernas.

Ainda nessa época, no período Neolítico, surgem claramente as primeiras formas de comunidades (aglutinação de pessoas), quando aldeias são criadas e os indivíduos passam a se relacionar mais proximamente dentro dos seus grupos, necessitando de algo mais além da oralidade para a troca de informações.

Eles, sem dúvida mantinham uma “rede social”.

Foi justamente dessa intensa necessidade humana de se expressar, de se comunicar, que surge a primeira forma de escrita, a “Cuneiforme” criada pelos Sumérios. As palavras eram feitas em barras de barro mole que secavam ao sol.

É com a invenção da escrita que iniciamos a Idade Antiga, quando os Fenícios inventaram o alfabeto (só de consoantes), depois vindo as vogais (inseridas pelos os gregos).

Aí sim, a comunicação tomou um novo rumo, ficando muito mais fácil a troca de informações: surgem as cartas e os sistemas de postagens (correios) no Egito Antigo.

Com o domínio da escrita (e conseqüente domínio da leitura), a propagação de idéias se tornou uma arma poderosa para aqueles que dominavam a técnica e, as relações entre os indivíduos do mesmo grupo se tornou mais concreta e dinâmica.

Na Idade Média a igreja detinha o poder e conseguia através do seu discurso influenciar o pensamento das pessoas que acreditavam fielmente na ideologia e nos padrões de conduta pregados por ela.

As pessoas tinham a mesma fé, se reuniam nas igrejas para rezar, portanto a igreja e seus seguidores formavam uma “rede social”.

Na Idade Moderna ocorreram grande transformações no pensamento dos indivíduos que começaram a questionar sua posição na sociedade em que viviam “penso, logo existo”.

Renascimento, Iluminismo, Revolução Francesa, Revolução Industrial, enfim, vários movimentos cujas filosofias eram seguidas por outras pessoas ao ponto de transformarem sociedades, quebrando velhos paradigmas.

 

Porque evoluíram as Redes Socias

Só foi possível ocorrer essas revoluções ideológicas por conta das pessoas, ao se juntarem, formar numa “rede social”.

A busca pela evolução da comunicação, pela propagação de informação, pela necessidade de se relacionar com o próximo, como vimos até aqui, levou o indivíduo a sempre procurar inovações tecnologicas que tornassem possíveis esses anseios.

Tanto que no século XVIII foi inventado o telégrafo, possibilitando o envio de mensagens a distância de forma mais rápida e, logo sem seguida no século XIX a invenção do telefone, coisa assustadora para a época: ouvir a voz de uma pessoa que “vinha por um fio”.

E é na primeira metade do século XX que temos o boom da propagação da informação, com a invenção do rádio e da TV, meios de comunicação que atingiam massas e, como inicialmente era um produto acessível para poucos, ouvir o rádio e assistir a TV se tornou um momento de reunião entre as famílias e os amigos.

Finalmente, para a alegria de todos nós que adoramos estar ligados, nos anos 60 é criada a Internet.

Os EUA temendo que suas informações confidenciais fossem interceptadas pelos inimigos soviéticos, criaram uma forma de envio de mensagens que mais tarde seria o e-mail. Quem diria que a rede mundial de computadores, algo tão importante, foi criada por conta da Guerra Fria entre os Estados Unidos e União Soviética.

 

Como cresceram as Redes Sociais

A partir de 1997 iniciou-se uma nova fase na Internet com a popularização da comunicação entre as pessoas do mundo todo.

Surgiram os Chats, o ICQ (o pioneiro na comunicação instantânea entre nós – meu ID 36940354), My Space, Messenger, Orkut, Facebook, Twitter, Google +, enfim, ferramentas com nomes e usabilidades muitas vezes distintas, mas o mesmo propósito: oferecer comunicação e interação entre as pessoas.

O que podemos acompanhar é que as redes sociais não surgiram com o advento da tecnologia: já existiam a milênios, pois desde os primórdios da nossa existência que procuramos nos relacionar com outros indivíduos que possuam afinidades e interesses comuns aos nossos.

A tecnologia facilitou (e muito) a forma como nos comunicamos, nos relacionamos, e, acima de tudo, como nos posicionamos como cidadãos.

Nas “redes sociais digitais”, as pessoas expõem suas opiniões sobre o que quer que seja sem que ninguém possa detê-las! Elas estão falando sobre si próprias, sobre , sobre mim, sobre algum produto e isso é fantástico, pois a informação que outrora era bilateral se torna unilateral (que o digam os departamentos de Marketing e Atendimento ao consumidor das empresas).

O fato é que, com a difusão dos canais de relacionamentos on-line, quem souber se posicionar de forma coerente e acertada sairá lucrando, enquanto quem não se antenar para a força e importância desses instrumentos, estará perdendo o bonde da história e ficando na estação, estático, vendo a mesma paisagem imutável.

Características das redes sociais

 

Rede de utilizadores e comunidade onde é possível a partilha de suas próprias imagens, vídeos e notícias.

O website possui 750 milhões de utilizadores e ainda é o maior site de fotografias dos Estados Unidos, com mais de 60 milhões de novas fotos publicadas por semana,ultrapassando inclusive sites voltados à fotografia, como o Flickr.

Outras redes sociais similiares são Orkut,  Sonico,  e a mais recente rede social Unthink.

 

Ótima ferramenta para empresas que desejam realizar pesquisas diárias sobre o que estão falando sobre a sua empresa, pesquisa de mercado e satisfação medidos através dos microblogs de utilizadores.

 

Construída para agregar serviços sociais do Google, como Google Profiles, Google Buzz e Picasa Web, também introduz muitas características novas, incluindo Círculos (grupos de amigos), Sparks (sugestões de conteúdo), Hangouts (chat por vídeo) e Huddles (chat em grupo).

Lançou recentemente  recurso para páginas de empresas semelhante ao do Facebook.

 

Permite que seus utilizadores carreguem e compartilhem vídeos em formato digital.

 

É um site norte americano que reúne links para notícias, podcasts e videos enviados pelos próprios utilizadores e avaliados pelos mesmos. Combina social bookmarks, blog e feed. É muito popular de forma que as notícias mais aclamadas pela comunidade chegam a alcançar mais de 1000 votos (diggs).

 

Newsvine (descontinuado)

Era uma rede social que funciona como uma “comunidade powered”, site de notícias colaborativas de jornalismo. Os utilizadores podem escrever artigos links, sementes de conteúdo externo, e discutir as notícias apresentadas por utilizadores e jornalistas profissionais.

 

Funciona como uma ferramenta de navegação inteligente para descobrir e partilhar sites web de acordo com as preferências de cada utilizador.

 

Serviço de conteúdos favoritos da web onde utilizadores guardam e compartilham com outras pessoas e visualiza os que os outros estão marcando.

 

É uma ferramenta de pesquisa e uma comunidade que partilha de conhecimentos.

 

Chime In (descontinuado)

Era uma rede social interessante porque permitia ao utilizador combinar o poder de partilha do Twitter, o poder dos blogs e a mecânica de voto que existe no Reddit.

 

Utiliza a Internet para comunicação online através de uma rede interativa de fotos, blogs e perfis de utilizador.

 

Voltado para o mercado profissional, ele possibilita que utilizadores possam manter uma lista detalhada de contatos de pessoas que eles conheçam e confiem em empresas. As pessoas nesta lista são chamadas de conexões  e os utilizadores podem convidar qualquer pessoas para se tornar conexão.

 

Possível listar o que está lendo, o que já leu e o que pretende ler, formando assim uma “estante” virtual. Títulos ainda ausentes no banco de dados podem ser adicionados pelos próprios utilizadores que também podem partilhar suas opiniões sobre as obras através de avaliações e resenhas.

 

permite ao utilizador indicar onde se encontra, e procurar por contactos seus que estejam próximo desse local. O aspecto lúdico vem do fato de ser possível acumular distintivos relativos a lugares específicos.

 

Clipmarks (descontinuado)

Era uma rede social que permita ao utilizador partilhar informação que encontra na web através do add-in disponibilizado no seu browser.

 

Sphinn (descontinuado)

Era uma rede social que foi descontinuada e que tinha conteúdo focado em assuntos sobre blogs, SEO, Marketing Digital e etc.

 

 

Qual o futuro das redes sociais

Dado o rápido crescimento e popularidade das redes sociais nos próximos anos, não parece que o conceito vá embora. A evolução da Internet está agora se formando em torno das características das redes sociais.

Blogueiros e desenvolvedores de sites estão usando ferramentas como feeds RSS , Digg ou Technorati para se comunicar e interagir com outros blogueiros.

Por meio de comentários e marcação de blogs, sites e blogs também estão se integrando ao que os especialistas chamam de Web 2.0. Toda a Internet em si está rapidamente se tornando uma rede social gigante, interativa e poderosa.

 

Já descobriu o que precisa?

Então, escolha a rede social mais adequada!

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

RECEBER GRÁTIS:

COMENTÁRIOS E OPINIÕES:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Conteúdo:

Formulário de Contato

Agendar

serviços informaticos ao domicilio

Mantenha-se ATUALIZADO!

Inscreva-se para receber conteúdo EXCLUSIVO:

Brindes, ofertas e promoções…

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin