Ficheiro.pt para evitar o esquecimento tecnológico

O ficheiro.pt, um projeto da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), é um repositório das “primeiras edições” de todas as páginas ‘web’ criadas em Portugal e reúne acima de dois milhões de ficheiros desde 1996.
 arquivo.pt
Daniel Gomes, gestor do ‘ficheiro.pt’, diz que o ‘online’ há muito que deixou de ser uma mera representação de informação que também existia em papel, o que justifica a importância dum ficheiro da informação imaterial em que assenta a sociedade atual.

“Se não guardarmos a informação digital, não temos nada. Produzimos imensa informação, mas também perdemos muita e quando tentarmos aceder a informação de há um ano ou mais, não temos nada”, diz Daniel Gomes.

Dados da FCT indicam que 80% das páginas ‘web’ desaparecem ou são alteradas simplesmente passado um ano da a sua criação e, diz Daniel Gomes, quando se quiser mostrar como tudo começou, ver as “primeiras edições” históricas, “não temos nada”.

O que o ficheiro.pt – que pode ser acedido a partir de qualquer PC ou smartphone e que funciona como um motor de busca – faz é preservar a versão primeira das páginas ‘web’, antes de serem modificadas, ampliadas ou extintas.

“Não conseguimos viver sem memória. Uma sociedade sem passado é uma sociedade sem futuro”, defende Daniel Gomes, lembrando que “não passaríamos duma sociedade amnésica”.

Daniel Gomes diz que ainda que a humanidade esteja constantemente a cometer os mesmos enganos, seja na guerra ou na fome e que, tudo isto se deve ao facto da maioria das pessoas não utilizarem o “acesso à memória”.

Para o gestor do projeto, o ‘ficheiro.pt’ é um exemplo de que se pode criar acesso universal a uma memória coletiva, com uma dimensão de utilidade prática quotidiana.

“Surgiu termos sido contactados por um individuo que trabalhava numa loja de apoio ao cliente [de uma operadora de telecomunicações], que nos afirmou que apareciam recorrentemente pessoas na loja que não mudavam de tarifário há muitos anos e já não tinham memória de que tarifário se trataria”, lembrou.

“O que o lojista passou a fazer foi ir ao ‘ficheiro.pt’ para consultar as antigas páginas ‘web’ com informação sobre esses tarifários, o que resolvia o problema em breves segundos, ao contrário do que iria ocorrer se fossem utilizados os sistemas da própria loja, atualizados, mas sem memória histórica”, descreveu.

O ficheiro.pt teve o o seu início num projeto de investigação académico e começou com a ideia de fazer uma recolha das principais páginas ‘web’ portuguesas.

Em 2017, o ficheiro teve acima de 100 mil utilizadores.

Em ‘ficheiro.pt’ encontram-se ainda formações gratuitas para organizações ou instalações que pretendam utilizar o ficheiro, podendo dirigir-se à empresa ou vice-versa.

As formações incluem módulos de “como pesquisar no ficheiro”, “como criar informação de forma a ser bem preservada” e “interfaces de programação que permitem desenvolver novas aplicações de forma mais rápida”.

Fonte: Noticiasaominuto

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[5 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.