Algoritmo descobriu qual a cidade mais verde do mundo

De acordo com o Green View Index, a cidade mais verde do mundo é Singapura

Como podemos saber quis as cidades mais verdes do mundo? Somar os parques e praças? Mapear as zonas arborizadas? E contar o número de árvores plantadas?

Uma investigação atual do Sensable City Lab, do MIT – Instituto de Tecnologia do Massachusetts, nos EUA, criou um algoritmo que avalia e descobre, através de imagens do Google Street View, quão verde é um sítio, com base na visão humana .

A partir da perspectiva dos peões, a investigadora do MIT Newsha Ghaeli e a a sua equipa desenvolveram um algoritmo, a que chamaram Treepedia, que processa imagens recolhidas do Google Street View e estima a percentagem de cada imagem que corresponde a variados tipos de vegetação.

“É importante compreender que quantidade de árvores e copas cobre as ruas , já que é essa a percepção que temos nas cidades”, explica Ghaeli.

Traçar essas percentagens num mapa possibilita determinar quão verde é uma rua, e atribuir-lhe uma pontuação. Os dados são portanto combinados pelo algoritmo de Ghaeli, resultando no Green View Index (GVI), um índice que determina a percentagem de área verde no espaço urbano duma dada cidade.

Até neste momento, Singapura encabeça a lista , com um “índice de verdura” de 29,3%, seguida de Sydney, na Austália, e Vancouver, no Canadá, ambas com 25,9%. A Cidade da Luz presumidamente não é a Cidade das Árvores: Paris está na cauda da lista , ocupando o posto mais cinza do índice, com simplesmente 8,8% de espaço verde percebido.

Abaixo, a lista das dez cidades mais verdes até neste momento identificadas pelo Green View Index:

  1. Singapura (GVI: 29,3%)
  2. Sydney e Vancouver (GVI: 25,9%)
  3. Cambridge (EUA) (GVI: 25,3%)
  4. Durban (GVI: 23,7%)
  5. Sacramento e Johannesburgo (GVI: 23,6%)
  6. Frankfurt (GVI: 21,5%)
  7. Genebra (GVI: 21,4%)
  8. Amsterdã (GVI: 20,6%)
  9. Seattle (GVI: 20%)
  10. Toronto (GVI: 19,5%)

A pouca quantidade de vegetação nos centros urbanos é associada a altos níveis de stress na população, pelo que esta investigação pode oferecer dados interessantes acerca da saúde pública nos centros urbanos – e ainda ajudar-nos a optar por o próximo objetivo de férias.

Fonte: ZAP

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[0 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.