20 dicas úteis para manutenção do PC que realmente funcionam

Artigo com 20 dicas e truques simples, que realmente funcionam, e que pode utilizar para poupar dinheiro com a manutenção dos seus equipamentos tecnológicos como computador e telemóvel. Cada vez mais estamos rodeados por equipamentos e o facto de termos algumas dicas de manutenção pode ser útil para lhes prolongar a vida.

Um estudo da Pew Research Center revelou que pelo menos 84% das famílias têm um smartphone. Em relação aos computadores cerca de 80% tem pelo menos um computador fixo ou um portátil. Além disso, 33% da população vive em casa com três ou mais smartphones e 18% delas estão “hiperligadas”.

Existem em média em cada casa 10 ou mais equipamentos ligados à internet.

De facto, quer os computadores quer os telemóveis são mais facilmente substituídos hoje do que em 2010, mas continuam a não ser muito baratos.

Foi realizada recentemente uma análise pela PC Magazine ao mercado dos equipamentos tecnológicos. Chegou-se à conclusão que por um computador novo você pode pagar desde 410€ até 2.900€. Por outro lado um smartphone topo de gama de uma marca qualquer mais conhecida pode facilmente custar-lhe 700€.

Ainda existem os equipamentos recondicionados muito em moda atualmente. São equipamentos que não são tão caros, mas carecem do prestígio de produtos verdadeiramente novos.

A manutenção faz com que durem mais tempo

Os serviços de manutenção conseguem oferecer-lhe o melhor dos dois mundos. É sempre muito mais barato do que ter de trocar os equipamentos queimados por outros novos ou usados. Por isso, uma manutenção eficaz consegue sempre adiar a substituição dos equipamentos por outros. De facto, os equipamentos com uma boa manutenção duram mais anos do que os equipamentos maltratados. Conseguem por isso suportar padrões de utilização pessoal e profissional e manter mais dinheiro na sua carteira a longo prazo. Estas dicas de manutenção de equipamentos electrónicos estão dentro das capacidades do típico utilizador de computador não especializado.

A maioria destas dicas são especialmente indicadas para manutenção de computadores e telemóveis.

Outras aplicam-se também a uma gama mais ampla de equipamentos como por exemplo televisões e consolas de jogos. A maioria destas tarefas são realizadas de forma recorrente e nenhuma exige investimentos excessivos de tempo, esforço ou dinheiro. As dicas descritas neste artigo foram projetadas para prolongar o tempo de vida útil de seus equipamentos electrónicos. Também ajudam a reduzir o seu orçamento com a aquisição de novos equipamentos como computadores e telemóveis.São dicas úteis e de simples execução para diminuir o tamanho de sua pegada eletrônica sem contribuir para a crescente crise do lixo electrónico.

 

Dicas de Manutenção de Computadores – Hardware

Estas dicas e truques incluem o próprio equipamento físico, os seus acessórios e o ambiente em que você os guarda e utiliza. Você não tem dinheiro nem orçamento este ano para comprar um computador ou telemóvel novo.Então é importante que aprenda como manter o seu equipamento atual em ótima forma para o poder utilizar sem problemas. Basta para isso que utilize as nossas próximas 10 dicas e truques para a manutenção do seu hardware.

De facto, sempre que se fala em manutenção esquece-se um pouco as tarefas relacionadas com o hardware do computador. Como é um aspecto importante da manutenção mostramos a seguir uma lista completa das tarefas necessárias para o sucesso da sua manutenção.

 

1. Mantenha o teclado, o rato e as entradas de ar limpas

Pode começar pelas coisas mais simples como manter os acessórios e as aberturas do seu equipamento limpas. Um teclado ou um rato sujo acabarão, mais tarde ou mais cedo, por deixarem de funcionar corretamente. Um teclado de substituição novo e que não seja muito caro irá custar-lhe cerca de 20€. Substituir um teclado ou um rato não o vai arruinar, mas esse dinheiro podia ser gasto com coisas melhores. Para limpar as superfícies mais acessíveis do seu teclado e do rato utilize um pano húmido e sem fiapos.

Não caia no erro de borrifar água diretamente para o seu teclado ou o seu rato.

Isso irá fazer com a água se vá acumular em alguns lugares do equipamento e só piorará as coisas. Utilize outro tipo de abordagem para limpar as partes do teclado e do rato de difícil acesso. Na abertura óptica do rato e, nos espaços entre as teclas do teclado, utilize um spray de ar comprimido. Você pode obter facilmente por menos de 6€ uma lata de ar comprimido online ou na sua loja de hardware local.

Nunca menospreze as portas e as fendas que trazem os computadores portáteis e computadores de secretária. Essas portas empoeiradas ou entupidas por partículas de pó reduzem o fluxo de ar para dentro e para fora do equipamento. De facto é por essas portas que os equipamentos “respiram” e se tiverem tapadas aumenta o risco de superaquecimento.

A limpeza dessas entradas de ar é uma tarefa de carácter regular mas você tal como eu é um “cabeça no ar”. Por isso recomendo que crie um pequeno lembrete no seu calendário para que seja alertado todos os meses para dar uma limpadela ao equipamento.

 

2. Limpe suavemente o monitor ou o ecrã do seu equipamento

Com a utilização normal ao longo do tempo os monitores e ecrãs dos equipamentos ficam sujos e empoeirados. Despender algum do seu tempo para limpar o ecrã do equipamento faz com que o seu monitor pareça novo outra vez. Damos a seguir alguma dicas para conseguir limpar corretamente o seu monitor.

Ele até lhe pode parecer muito sólido mas é tão vulnerável a poeira e detritos quanto o teclado e as entradas de ar do seu computador. Nunca utilize qualquer tipo de limpa janelas, sabão, pó de limpeza ou qualquer solvente como álcool, benzina, amônia ou diluente de tinta.

Nunca utilize esponjas abrasivas ou toalhas de papel porque pode riscar o monitor ou retirar o revestimento anti-reflexo e causar danos permanentes.

Limpe a poeira e as dedadas do periodicamente do seu monitor utilizando um pano limpo de microfibra e água. Não borrife água diretamente no monitor, mas aplique uma pequena quantidade de água no canto do pano de microfibra.Também pode remover as manchas mais difíceis com produto próprio para limpar ecrãs, que não lhe deve custar mais do que 6€.

Uma dica que também deve utilizar é limpar sempre os monitores desligados e frios. Ou seja, deve antes de começar a limpar um monitor desliga-lo e esperar que arrefeça. O monitores são sempre estruturas frágeis e que se podem danificar se você pressionar com muita força. Finalmente deixe sempre o monitor secar completamente antes de o ligar novamente.

 

3. Mantenha os alimentos e as bebidas longe da sua tecnologia

Os derramamento de líquidos são a causa principal da maioria das reparações de computadores portáteis (60%). O custo médio para reparar um computador portátil avariado pelo derramamento de líquidos é de cerca de 600€.Por isso, repita depois de mim, “eu não como nem bebo perto dos meus equipamentos tecnológicos!” De facto, é mais fácil falar do que fazer, principalmente quando estamos a trabalhar na hora de almoço ou a ver o nosso programa favorito. Nestas ocasiões é normal estarmos acompanhados por uma coca-cola, uma cerveja ou café ou uma tigela de gelado.

Mas se pensarmos nas consequências, um único descuido é suficiente para destruir um teclado. Se for uma boa quantidade de líquido que penetre no interior do seu portátil irá certamente causar estragos irremediáveis. Infelizmente já me aconteceu estragar prematuramente dois teclados, um logo a seguir ao outro. Felizmente ou não eram apenas teclados do computador fixo e por sorte nunca me aconteceu com um portátil.A partir desse dia institui uma nova regra na minha casa, “nada de líquidos na mesma superfície que o meu portátil”. Reconheço que não é fácil, mas até agora consegui aguentar e recomendo que você faça o mesmo.

 

4. Organize cabos dos seus equipamentos

Se você tem um computador fixo em casa do tipo escritório doméstico, provavelmente também tem uma confusão de cabos. São desde os cabos de alimentação aos cabos de rede, passando pelos filtros de linha e cabos de acessórios ligados ao computador. De facto é uma confusão que além de esteticamente ser feia pode tornar-se perigosa para si e para os seus entes mais queridos. Se tal como eu tem filhos pequenos ou animais de estimação essa confusão de cabos pode representar um risco de eletrocução. Além disso, dependendo de como utiliza as extensões de alimentação e as tomadas pode também aumentar o risco de incêndio.

Os cabos torcidos e enrolados estão também mais vulneráveis ​​a danos, o que significa mais custos a longo prazo.

Mas, o mais engraçado é que resolver esta confusão toda é muito fácil e qualquer um de nós o pode fazer. Primeiro, compre uma ou duas extensões extra com por exemplo 6 tomadas de saída por menos de 12€ na Amazon. Depois arranje alguns organizadores de cabos que custarão menos de 6€ e que ajudarão a manter tudo de forma organizada. Desligue e remova todos os seus cabos do seu espaço de trabalho e depois volte a ligá-los de novo, mas desta vez de forma organizada.

Convém também identificar as fichas com etiquetas para saber concretamente o que vai ligar a cada equipamento ou acessório. Se o cabo é longo demais, tente enrolá-lo para que não ocupe tanto espaço e se enrrosque nos outros cabos. Os cabos que vão para o mesmo local, normalmente podem ser unidos uns aos outros e assim melhorar o aspecto do local. Tenha sempre em atenção que nunca deve juntar cabos de comunicações como cabos de rede com cabos de energia. Apesar dos cabos de rede terem alguma protecção contra interferências eléctricas se os juntar a cabos eléctricos pode piorar as suas comunicações.

 

5. Não sobrecarregue suas baterias

Por vezes alguma baterias incham e até explodem mas, felizmente, não é possível sobrecarregar uma bateria de um equipamento moderno. Por isso, deixar o computador ligado depois que estar totalmente carregado não sobrecarrega a bateria. No entanto, está provado que isso reduz significativamente a duração da sua vida útil e aumenta a probabilidade de ter de a substituir. Por isso é recomendado que tome algumas medidas para otimizar a duração da bateria do seu equipamento e assim evitar custos.

Resista à tentação de manter os seus equipamentos portáteis ligados ininterruptamente durante muito tempo.

Sobretudo lembre-se que isso não passa de mais um desperdício desnecessário de energia eléctrica. Além disso, o facto de não desligar os equipamentos da energia pode ser muito prejudicial para a vida útil das baterias dos seus equipamentos. De facto, o carregamento desnecessário reduz significativamente a capacidade regenerativa da bateria. Irá notar isso cerca de um ano depois de não o desligar regularmente da corrente, ou talvez até antes.Começará a notar que o seu equipamento já não se aguenta tanto tempo ligado quando o desliga da corrente eléctrica. O mais certo é isso ir piorando até ao ponto de você precisar de ter sempre o carregador à mão para o poder utilizar. Isso significa que que você já não poderá trabalhar ou jogar on-line sem que exista por perto uma tomada para o poder ligar.

 

6. Não bloqueie as aberturas e as entradas de ar do seu equipamento

Tal como as pessoas, também os equipamentos tecnológicos como por exemplo os portáteis, precisam de ar para respirar. A dica mais básica para conseguir evitar que o seu equipamento deixe de respirar é manter desobstruídas as aberturas e entradas de ar. Os equipamentos precisam das entradas de ar para garantirem que as suas entranhas permanecem frescas o suficiente para funcionar adequadamente. Se for por exemplo um computador fixo, deve mantê-lo longe de qualquer obstrução, como armários ou paredes. Se for possível fazê-lo com segurança, eleve-o para garantir um bom fluxo de ar em ambos os lados.

Nos portáteis mantenha o seu espaço de trabalho livre de objectos que possam obstruir o fluxo de ar como por exemplo, papéis ou livros.

Nunca utilize o portátil em cima duma superfície mole ou que tenha possa potencialmente libertar algum tipo de pó ou cutão. Um exemplo muito comum é utilizar o computador em cima da cama tampando completamente as entradas de ar. Além disso, o pó, os pelos e o cotão dos cobertores vão-se acomulando nas ventoinhas de refigeração do seu portátil. De facto é muito importante que verifique periodicamente se as ventoinhas do seu equipamento estão limpas e a funcionar bem. Mas não importa o tipo de equipamento, mantenha sempre a ventilação adequada e controle a sua temperatura. Se notar que o equipamento está a aquecer mais que o normal então é porque alguma coisa de grave se está a passar com o sistema de refrigeração.

 

7. Tenha um produto anti-humidade sempre à mão

Se for pai como eu, talvez a casa de banho, seja o único lugar onde consegue verificar as suas atualizações digitais em paz. Ou então talvez o seu patrão não permita que utilize o seu telefone enquanto trabalha, e por isso você leva-o para a casa de banho. Com a desculpa de ir à casa de banho consegue percorrer o seu Facebook e ficar atento ás atualizações que possam surgir. Não importa o motivo, e mesmo que você não admita, há muita probabilidade de utilizar o seu telemóvel na casa de banho. De facto, o empresário John Rampton realizou um estudo e descobriu que não somos os únicos que utilizamos o smartphone no WC.

Descuidou-se e deixou cair o seu telefone na sanita ou na banheira. O que deve fazer imediatamente?

A maioria das pessoas acha que a água é um problema apenas enquanto o telefone está molhado, mas é uma suposição incorreta. Sempre que um smartphone é submerso a água entra facilmente nos componentes internos e sobre o ecrã. Os danos causados ​​pela água são ainda maiores se o seu telefone estiver ligado quando cai à água. A água irá cobrir os circuitos eléctricos e atua como um condutor que cria curtos- circuitos entre os mesmos. A água acaba por danificar os sistemas internos do telefone sobrecarregando-os com energia.

Algumas pessoas acham que deixar o telefone a secar naturalmente é a melhor maneira de resolver o problema. Mas sem o método adequado de secagem a água dentro do telefone pode levar à corrosão dos componentes metálicos. Os minerais da água começam a afetar e a destruir muito lentamente os componentes internos do telefone.

Mas estão que fazer para salvar um telemóvel que acidentalmente caiu à água e não sabia nadar?

Muitas pessoas irão responder sem hesitar “Coloque-o já num recipiente com arroz!” De facto, essa pode não ser a pior solução para tentar salvar um telemóvel encharcado, mas também não é a ideal. O arroz é apenas o melhor e mais barato sistema de secagem e absorção de humidade, que a maioria das pessoas tem em casa.

No entanto não foi feito para limpar água de equipamentos tecnológicos sensíveis, mas sim para se comer. Assim, a melhor coisa que deve fazer depois de deixar cair o seu telemóvel à água é desligá-lo imediatamente (se estiver ligado). Depois disso deve secá-lo imediatamente com toalhas limpas e secas, remover a bateria (se possível) e o cartão SIM e de dados. Remover o maior número possível de componentes como tampas e capas ajuda o telefone a começar a secar naturalmente. Se o seu telefone não tiver uma bateria removível coloque-o na posição vertical porque ajuda que o excesso de água seja drenado. Também é fundamental que evite carregar em qualquer um dos botões do seu telemóvel.

Embora possa ser tentador tentar ligá-lo para ver se ainda funciona, não o faça.

Pressionar os botões aumenta o risco de forçar a entrada de água no telefone e o curto-circuito dos componentes. De fato, as pessoas quando estão desesperadas tentam qualquer método que encontrem online para tentar resolver o problema. Mas alguns desses métodos realmente causam mais danos ao telefone do que os danos iniciais causados ​​pela água.

Se quiser acelerar o processo de secagem existem produtos feitos especificamente para remover a humidade dos equipamentos electrónicos. São normalmente conhecidos como sacos “dessecantes” e de facto são muito baratos e fáceis de encontrar online. Pode por exemplo encomendar na Amazon 4 bolsas por menos de 7€, cada uma mais do que suficiente para secar um telefone encharcado.

Uma alternativa ainda mais barata são os pequenos sacos de sílica gel que vêm muitas vezes nas caixas de transporte de equipamentos. Em vez de as deitar fora, guarde-as à medida num local seguro à prova de crianças e animais de estimação. Como é natural você irá precisar de vários pequenos sacos de sílica para conseguir secar um telefone encharcado.

 

8. Mantenha os ímans e os telemóveis longe do seu disco rígido

Sabia que um íman forte ou um simples telemóvel pode corromper os dados ou até mesmo danificar o seu disco rígido? De facto existem muitos estudos recentes que dizem que a probabilidade de isso acontecer é muito reduzida. Mas se é pessimista como eu e tem a ideia que tudo lhe acontece, então vão por mim e pense que o seguro morreu de velho.

A razão é muito simples, tanto os íman como os telemóveis como os discos rígidos utilizam campos electro magnéticos. Aliás, o telemóvel que colocamos por cima do portátil pode vibrar e afetar o funcionamento (mecânico) do disco rígido. Por isso mantenha sempre os seus equipamentos com discos rígidos longe dos telemóveis e dos ímans.

Lembre-se que o seu disco rígido é especialmente sensível a campos magnéticos de qualquer força.

Nunca utiliza por exemplo um íman para segurar um papel por cima de um equipamento que supostamente tem um disco rígido. Se você precisar de se lembrar de sites ou números de telefone, utilize post-it de colar ou arquivos digitais. Em relação aos ímans afetarem os telemóveis, a coisa não é tão grave como os disco rígidos mecânicos do computadores. Há muitas capas e suportes para carro de telemóveis que já vêm com pequenos ímans.

No entanto como é perfeitamente compreensível os campos magnéticos dos ímans podem interferir na bússola interna do telemóvel. A bússola é usada principalmente pelo sistema de localização e aplicações como o Google Maps, Uber, Waze e IGO. Existem também outras aplicações móveis que podem funcionar mal porque dependem por exemplo do movimentos do equipamento.

Por exemplo a Apple não autoriza que fabricantes de capas para iPhone utilizem ímans ou materiais magnetizados. Por todas essas razões, não vá o diabo tecê-las, não recomendamos que tenha por perto nenhum íman do seu equipamento.

 

9. Tenha cuidado com as trovoadas, os picos e as falhas de corrente

Infelizmente, minguém pode dizer que está livre que um pico de corrente ou uma trovoada danifique o seu equipamento. Pela experiência que temos, mesmo os equipamentos protegidos com equipamentos próprios como UPS estão sujeitos a avarias. De facto, quando se trata do seu computador, o clima severo, como trovoadas, apresenta um duplo risco. O primeiro é o potencial de picos de energia e picos causados ​​pelos raios que atingem a rede elétrica.

Uma extensão eléctrica com um protetor contra picos de corrente pode ajuda a manter o seu equipamento seguro. O segundo problema é, na verdade, um risco maior para a maioria das pessoas, e pode ocorrer durante todo o ano. Acontece mesmo quando não há trovoadas mas é mais frequente quando há tempestades sobretudo por causa do vento. Trata-se das falhas no serviço de fornecimento de corrente eléctrica. São interrupções que podem durar horas, apenas alguns segundos, ou às vezes ser intermitente e piscar várias vezes.

Cada vez que a energia é interrompida, é como retirar à força o cabo de energia do seu computador.

Quando cortamos a energia a um computador sem o desligar corretamente, todo o tipo de coisas desagradáveis ​​podem acontecer. Podem por exemplo desaparecer ou ficar corrompidos os ficheiros que tinha abertos e que ainda não tinha guardado. Aliás, se um desses ficheiros for algum do sistema operativo então corre o sério risco de que o computador deixe de arrancar.

Pela experiência que temos é muito normal ter de se reinstalar o sistema operativo quando uma dessas falhas de corrente acontece.

Mas então o que pode fazer para se proteger ou minimizar os estragos provocados por este tipo de ameaças?

Pode simplesmente utilizar uma UPS do inglês “Uninterruptible Power Supply”, ou seja fonte de alimentação ininterrupta. Apesar de não serem 100% eficazes são equipamentos que ajudam a proteger dos picos de corrente e das interrupções abruptas da energia do seu computador. Possuem um circuito para proteger o equipamento ligado contra picos elétricos, e uma bateria que, se a energia acabar, o PC continuará a funcionar.

O tempo que você pode continuar a utilizar o computador depende do tamanho da bateria e da quantidade de energia que ele utilizada. Deve ser sempre o tempo suficiente para conseguir guardar os seus ficheiros e desligar o computador quando falha a corrente eléctrica. De facto desligar corretamente o computador é a chave para a integridade dos seus dados e do sistema operativo.

Alguns modelos de UPS incluem software que desligará automaticamente o seu computador quando a bateria atingir um nível crítico. Não é um recurso presente em todas as UPS mas é importante quando não há ninguém por perto para desligar o computador manualmente. Todos os anos as seguradoras tratam de processos de compensação por danos causados por riscos elétricos. Mas lembre-se que as seguradoras muitas vezes não conseguem restituir o valor dos seus dados e das suas informações pessoais.

Por isso, gastar cerca de 75€ numa UPS para proteger o seu computador contra picos e falhas de energia, pode ser um seguro barato.

 

10. Proteja o seu equipamento contra quedas e arranhões

Apesar de ser comum, deixar cair um computador portátil ou um telemóvel é um erro sério e potencialmente caro. Para protegerem os seus investimentos a maioria das empresas têm garantia de seus equipamentos. Mas as pessoas como eu não têm a capacidade financeira de ter um seguro para todos os equipamentos móveis e passíveis de quedas. Aliás, a maioria dos planos das seguradoras não cobre a reparação gratuita de equipamentos com muitos anos ou já descontinuados.

Por isso antes de enviar um computador para um diagnóstico potencialmente caro, verifique se a idade do equipamento compensa a ativação do seguro. A primeira coisa que todos fazemos depois de deixar cair um computador ou um telemóvel é verificar se ficou com algum dano externo. No entanto, os danos internos depois de uma queda são muitas vezes mais graves que os danos estéticos externos.

O disco rígido do seu computador portátil é uma das partes mais importantes e frágeis do seu equipamento.

Durante uma queda, especialmente se a unidade estava a funcionar no momento do impacto, é bem possível que a unidade tenha sofrido danos.Assim, quer você esteja no café no trabalho ou em casa, as capas as películas e as malas são a solução mais eficaz de proteger o seu equipamento. Muitas delas são testadas em situações reais e garantam algum nivel de protecção contra situações de queda e arranhões.

De facto já deixei cair várias vezes o meu telemóvel mas felizmente nunca partiu completamente o ecrã que fosse necessário substituir. Não sei se foi apenas uma questão de sorte, ou um cuidado excepcional por que utilizo uma capa, ou então uma mistura dos dois. Mas, tendo em conta o estado dos equipamentos que chegam ao informatico.pt par reparar devo fazer parte de uma minoria de pessoas. Temos alguns clientes que já partiram três vezes o mesmo telemóvel e tudo em circunstâncias relativamente normais.

Felizmente ou infelizmente, os telemóveis são resilientes, mas não indestrutíveis.

Se os deixar ou os tratar de forma despreocupada prepare-se para enfrentar as consequências quando o vir em migalhos. Antes que o equipamento caia ao chão e parta é muito fácil comprar uma capa, uma mala ou uma película de protecção. Depois dele cair e partir é que já não há nada que possa fazer para resolver a situação sem ser mandá-lo para reparação.

Pode encontrar capas para o seu telemóvel, de qualidade, que custam menos de 30€, na loja online Best Buy ou na Grove. O mesmo acontece para as películas protetoras para o ecrã do seu telemóvel que tanto lhe custou a pagar. Estas películas ainda são mais baratas que as capas e rondam o 5€, dependendo do tamanho do ecrã do seu telemóvel. Embora não protejam contra impactos violentos, resistem e evitam os arranhões habituais de uma utilização normal.

 

Dicas de manutenção do software e do sistema operativo

A não ser por causa de uma das avaria anteriores do harware, a principal razão se substituir o computador quando eles ficam muito lentos. De facto, há vários estudos que comprovam que as pessoas normalmente substituem os seus computadores quando o desempenho diminui. Mas porque é que o desempenho diminuiu se você continua a utilizar o computador da mesma forma para realizar as mesmas tarefas?

Pois, é uma pergunta que talvez já tenha feito e para a qual ainda não obteve uma resposta minimamente aceitável. Deve-se sobretudo ao facto de que o software evolui ao longo do tempo e o hardware não. Ou seja, à medida que o tempo vai passando o programas vão sendo atualizados para versões mais completas e pesadas. Enquanto isso o hardware vai mantendo-se inalterado e acusando algum desgaste à medida que o tempo vai passado.

Lembro que todos os computadores são máquinas com peças mecânicas que naturalmente se vão desgastando ao longo do tempo.

No entanto nem tudo é mau, há procedimentos simples e gratuitos que pode tentar executar para minimizar o problema da redução de desempenho. Vamos mostrar neste artigos dez dicas e truques que pode utilizar para melhorar o desempenho sem necessidade de gastar dinheiro. Depois de seguir estas dicas pela primeira vez não fique por ai e torne-as numa rotina de manutenção que executa por exemplo a cada três meses.

Tudo depende da utilização que der ao equipamento, ou seja, quanto mais o utilizar mais vezes deve realizar a rotina de manutenção. As dicas incluem tarefas sobre o software, o sistema operativo, a memória, e a prevenção de ameaças externas ao seu equipamento.

 

11. Desligue-o adequadamente toda noite

Desligar os equipamentos à noite demora apenas um minuto e pode prolongar a vida dos seus equipamentos por meses ou anos. É especialmente importante em equipamentos com MS Windows já que algumas atualizações só são aplicadas quando os desliga. Além disso ao desligá-lo estará também a protegê-lo de eventos de stress como falhas e picos de corrente que possam acontecer. Por isso faça do “encerrar/desligar” uma rotina diária sempre que sabe que não vai utilizar mais o equipamento.

De facto, a vida útil do equipamento também depende da forma como o desliga e volta a ligar.

Evite por exemplo “desligar o computador a frio”, ou seja, pressionar o botão da energia até que o sistema se desligue abruptamente. Isso deve usar-se apenas em situações de emergência, caso contrário, apenas irá danificar o seu hardware e software. Perca um mais um ou dois minutos extra para desligar o seu computador corretamente, utilizando para isso o botão da barra de tarefas do Windows.

Por isso como todas as partes que compõem o seu computador têm vida útil limitada é melhor desliga-lo quando não precisa dele. O processador , a RAM e as placas gráficas sofrem envelhecimento causado, entre outras coisas, pelo calor e pela temperatura. Quanto aos telemóveis depende de cada um aplicar ou não também esta dica a esses equipamentos móveis. Pessoalmente, só desligo o meu smartphone para atualizações, porque preciso de estar disponível 24 horas no www.informatico.pt. Além disso é útil ter o telemóvel ligado para chamadas de emergência e alertas durante a noite.

 

12. Tenha sempre a Firewall ativa e a funcionar

Muitas vezes as pessoas perguntam-nos sobre a melhor maneira de configurar o computador para se protegerem contra as ameaças cibernéticas. O firewall do seu sistema operativo é a primeira linha de defesa do seu equipamento contra ameaças de malware. O firewall monitora todo o tráfego de rede e tem a capacidade de identificar e bloquear o tráfego indesejado. Com muito raras exceções, o sistema de proteção firewall deve estar sempre ativo e em execução. Isto torna-se especialmente importante quando você está a instalar novos programas no seu equipamento.

Também é essencial quando faz o download dos ficheiros de um programa de uma fonte diferente da do fabricante (a evitar). Para ligar o sistema de firewall é fácil e se você tiver um computador com Windows pode encontrar o manual da Microsoft sobre isso aqui. O Mac OSX v10.5.1 e posterior já têm firewalls para aplicações que fornecem uma proteção específica e pode saber mais sobre isso aqui .

No entanto, em algumas circunstâncias, a firewall do seu sistema operativo pode interferir com programas específicos. De facto é um problema com certos jogos multiplayer e versões mais antigas do Apple iTunes, por exemplo. Se você suspeitar que a sua firewall está a prejudicar a sua experiência de computação, consulte o fabricante do programa para obter dicas e soluções para o problema.

 

13. Excluir regularmente programas indesejados

Os fabricantes enchem o seu novo portátil, telemóvel ou tablet com aplicações pré-instaladas para conseguirem ganhar um dinheiro extra. Mas a própria Microsoft também não é nenhuma santa e instala sem a nossa permissão várias aplicações no sistema windows. São aplicações muitas vezes inúteis que servem apenas para piorar o desempenho e diminuir o espaço livre do seu disco rígido. De facto é uma situação comum e inadmissível mesmo num portátil com um disco grande e muito espaço de armazenamento.

Mas é absolutamente irritante descobrir que o seu telemóvel de 32Gb quando o compra já tem menos 25% de espaço por causa disso. Por isso, examine periodicamente o seu sistema em busca de programas indesejados mas que não sejam claramente maliciosos. Os especialistas chamam esses programas de “bloatware” e podem afetar negativamente o desempenho do seu equipamento quando acumulados ao longo do tempo.

Para detectar o bloatware, feche o máximo de aplicações abertos possível, depois abra o gestor de tarefas e tente ver quantas aplicações ativas reconhece.

Provavelmente irá ficar chocado com a quantidade de programas que ainda estão a ser executados em segundo plano, consumindo recursos do sistema. Embora alguns desses programas sejam processos essenciais do sistema, muitos são triviais e podem ser excluídos com segurança. De facto, você pode resolver alguns problemas relacionados com o bloatware executando um software gratuito como o CCleaner.

Aliás, não se preocupe por ser um programa gratuito, muitas vezes os softwares de limpeza pagos são realmente veículos para adware e spyware. Para obter melhores resultados, é necessário desinstalar manualmente o bloatware e isso tem de ser feito um a um. É assim porque a Microsoft e os fabricantes de hardware lucram com a instalação do bloatware e por isso não querem facilitar a sua desinstalação.

 

14. Desinstale completamente os programas

Normalmente, todos os utilizadores de computadores instalam vários programas de software que por vezes mantêm ou então decidem remover. O processo habitual para remover um programa no Microsoft Windows é ir ao Painel de Controlo e depois escolher Instalar e Desinstalar programas. Mas muitas vezes essa ferramenta de desinstalação o do Windows não remove completamente o programa.

Ficam sempre algumas “chaves” no Registro do Windows, alguns ficheiros e algumas pastas espalhadas pelo seu disco rígido. De facto, essas “sobras”, podem desacelerar o seu computador e não faz qualquer sentido mantê-las no seu sistema. Existem muitos softwares como o Revo Uninstaller, disponíveis na Internet, que garantem que conseguem desinstalar completamente um programa no Windows. Mas o que acontece muitas vezes é que também não são capazes de o fazer com sucesso e deixam resíduos de instalações no computador. Já para não falar naqueles que pensam que a eliminação do ícon do programa é a maneira correta de remover softwares desnecessários do seu computador.

Por isso é importante perceber qual o processo correcto que deve utilizar para desinstalar completamente uma aplicação do seu computador. Sem dúvida que, mover simplesmente as coisas para a reciclagem não é suficiente e até pode causar mais danos que benefícios aos equipamento. O processo normal e mais correcto será utilizar o desinstalador da Microsoft e depois procurar manualmente por vestígios que possam ter ficado por apagar.

Podem ficar pastas por apagar na pasta dos programas, na pasta dos ficheiros comuns e no registo do próprio Windows.

Se isto tudo lhe parece complicado, no mínimo, utilize sempre o próprio executável de desinstalação que vem com o programa que quer desinstalar. Sim, reconhecemos que de facto, o processo de desinstalação dos programas do Windows é mais complicado do que o processo de desinstalação no Mac. Por isso, se tiver dúvidas sobre algum tipo de software é preferível consultar os especialistas para ter a certeza de que está a fazer as coisas corretamente. Pode também tentar encontrar a solução online com a ajuda por exemplo da Cult of Mac que têm bons artigos sobre o processo de desinstalação no Mac.

 

15. Mova os seus dados para fora do computador

Muitas vezes não nos importa o facto de perder o equipamento mas importa-nos sim o que ele contém, como fotografias, documentos etc… Se por alguma razão como uma avaria ou até mesmo um roubo ficar sem o seu equipamento é certo que vai lamentar o facto de não o poder utilizar até ser substituído. Mas acredite, o que o vai realmente continuar a assombrar, por muito e muito tempo, serão todos os ficheiros pessoais que perdeu. Mas é claro isso não tem obrigatoriamente de ser assim.

Existem maneiras simples de fazer cópias de segurança dos seus dados com facilidade e rapidez.

Muitas vezes, depois de ter ter tudo configurado, com pouca ou nenhuma interacção sua parte. São soluções que podem variar desde sistemas completos a backups incrementais utilizando vários tipos de equipamentos e tecnologias. Vamos mostrar neste capítulo alguns métodos que pode utilizar para fazer cópias de segurança dos seus dados para que nunca mais os perca.

De todas as coisas que o seu computador possa ter, não importa o valor dos componentes, periféricos e acessórios, você não consegue nunca valorizar os seus dados. O tempo que você gasta com os seus documentos, as suas fotos, a coleção de músicas e tudo o resto, é inestimável e insubstituível. Por isso você deve ser capaz de conseguir sozinho garantir que os seus dados mais valiosos estão seguros e que nunca mais os vais perder.

É uma tarefa de manutenção que evita não só o transtorno da perda da sua informação como também evita os custos associados à possível recuperação da mesma. Além disso, o seu trabalho ou hobby pode exigir que você descarregue e guarde grandes ficheiros multimídia. Claro que esses ficheiros afetarão a velocidade e o desempenho geral do seu sistema, mas será que os pode simplesmente apagar?

A resposta é Sim e Não.

Mesmo que precise deles, pode e deve, apagá-los do computador se primeiro os mover para um disco externo ou para um serviço da cloud. Se os mover para um disco externo tenha o cuidado de criar sempre uma cópia de segurança noutro local de preferência noutro sítio físico. Se os mover para a cloud é provável que não tenha que se preocupar com as cópias de segurança porque a maiorias do provedores cloud já incluem essa opção no seu serviço.

Mas todo o cuidado é pouco, por isso recomendamos que primeiro copie os ficheiros para um dispositivo externo ou virtual (cloud).

Só depois de confirmar que os dados copiados são exatamente iguais aos dados originais quer tem número de ficheiro e de pastas quer em tamanho é que os deve apagar do seu computador. O que acontece muitas vezes nestes processos de migração é que cortamos os dados da origem para o destino e a meio do processo ocorre um erro.

O que acontece é que depois vão existir pastas comuns nos dois locais e ao tentar mover os restantes o computador vai perguntar se quer substituir as pastas de destino. O que não pode fazer senão perde a informação que já tinha sido movida. Por isso nunca corte e cole, copie e cole e depois confirme e apague.

 

16. Procure, elimine e previna-se contra ameaças de malware

A manutenção da segurança do seu equipamento é importante e deve estar atento aos sinais de esteja potencialmente infestado de malware. São sinais como o desempenho mais lento que o habitual, o aparecimento recentw de muitos pop-ups e outros problemas estranhos. É possível que o seu sistema tenha sido infectado por um vírus, spyware ou outra ameaça nefasta mesmo que você tenha um programa antivírus instalado.

Sim, o comportamento fora do comum às vezes é o resultado de problemas de hardware, mas para despistar isso é melhor primeiro limpar o malware. Além disso você deve executar regularmente pesquisas por “malware”, de preferência com mais frequência do que as pesquisas por “bloatware”. Mas antes de fazer qualquer coisa, você precisa de desligar o seu equipamento da Internet e não o utilizar até que esteja pronto para limpar.

Isso pode ajudar a impedir que o malware se espalhe pelas pastas e pelos seus documentos e os danifique ou os envie para terceiros sem o seu consentimento. Assim, se você acha que seu computador pode estar infectado com malware, arranque o seu computador em “Modo de Segurança”. Neste modo, apenas os programas e serviços mínimos necessários são carregados pelo sistema operativo Windows.

Ou seja, com isso irá impedir que algum malware que esteja configurado para ser carregado automaticamente quando o Windows o faça. Isso é muito importante porque pode facilitar a remoção dos ficheiros nefastos, já que assim não estarão a ser executados nem ativos.

Infelizmente, a Microsoft nas últimas versões do Windows complicou o processo de inicialização em modo de segurança.

Passou de um processo relativamente fácil no Windows 7 e no Windows 8 para um que é decididamente mais complicado no Windows 10. Para entrar em Modo de Segurança, clique no botão Iniciar no Windows 10 e selecione o botão Liga/Desliga como se fosse reinicializar, mas não clique em nada. Em seguida, mantenha pressionada a tecla Shift e clique em Reiniciar. Quando aparecer um menu no ecrã completo, selecione “Resolução de problemas” , “Opções avançadas” e depois “Configurações de arranque”. Na próxima janela, clique em Reiniciar e aguarde a próxima janela apareça (reconhecemos que é um pouco complicado). Em seguida, deve aparecer um menu com as opções de arranque numeradas e deve escolher a número 4, que é o “Modo de segurança”.

Se eventualmente quiser ligar-se a alguma ferramenta online para pesquisar ameaças deve escolher a opção 5, que é o “Modo de segurança com rede”. Feito isto, o computador vai arrancar em Modo de Segurança e é provável que ache que está muito mais rápido. Isso pode ser um sinal de que o seu sistema tem uma infecção por malware ou então pode significar que tem muitos programas instalados.

Não desinstale todos os programas que não conhece porque muitas vezes são programas legítimos.

Pronto, agora que você já está em “Modo de Segurança”, o que tem a fazer é executar uma pesquisa e limpeza de ameaças. Existem muitas ferramentas gratuitas e pagas que pode utilizar para limpar o seu computador de malware. Normalmente recomendamos o Malwarebytes. Mas antes de fazer isso, elimine primeiro os históricos de navegação e os ficheiros temporários do seu computador.

Isso pode acelerar a verificação de vírus, liberar espaço em disco e até mesmo eliminar alguns malwares. Para isso pode utilizar por exemplo a ferramenta de Limpeza de Disco incluída no Windows 10, basta digitar “Limpeza de Disco” na barra de pesquisa. Finalmente, depois de procurar as ameaças o próprio software não as conseguir limpar então é provável que precise de ajuda técnica especializada. Certifique-se sempre de que tem um programa antivírus a ser executado em tempo real e que de facto está sempre atualizado.

17. Procure e instale todas as atualizações e patches de correções

Nunca adie a atualização ou a correção dos programas instalados no seu computador ou do seu sistema operativo. Este processo de manutenção requer uma rotina constante mas sobretudo a sua adesão às tarefas necessárias para a manter. Por exemplo as correções e atualizações do Windows normalmente só se instalam quando o computador é desligado. A maneira de garantir que o seu equipamento se mantém atualizado é ter sempre o cuidado de o desligar regularmente. Além disso, sempre que o seu sistema operativo o avisar que existe uma nova atualização, não a continue a ignorar.

Mesmo que isso interrompa temporariamente o seu trabalho instale o mais depressa possível as novas atualizações.

De facto, o Windows 10 executa automaticamente tarefas de manutenção do sistema, como a verificação de segurança e a otimização do disco rígido. Por padrão, o Windows executa essas tarefas todos os dias às 2h e acorda seu PC para fazê-lo, se estiver dormindo. O recurso de manutenção automática foi implementado pela Microsoft desde o Windows 8, portanto, encontrará as mesmas opções que no Windows 10.

O processo de manutenção automática do sistema combina várias tarefas diferentes e executa-as de uma só vez. Essas tarefas estão agendadas por defeito para as 2h e são executadas apenas se você não estiver a utilizar o computador nesse momento. Além disso, o Windows acordará automaticamente o computador se ele estiver adormecido para executar essas tarefas. Isto claro se estiver ligado à energia, caso contrário o Windows não ativara o computador se ele estiver em bateria.

Depois disso o Windows irá colocar o seu equipamento novamente a “dormir” quando as tarefas tiverem terminado. Este sistema de manutenção automática da Microsoft funciona apenas durante essa hora específica. Ou seja, se as tarefas não forem concluídas dentro dessa hora, o Windows parará e concluirá a tarefa durante a próxima oportunidade de manutenção.

No entanto, algumas tarefas têm “prazos” definidos e serão concluídas completamente fora hora prevista para a manutenção, mesmo que não tenham terminado. Mas e se você estiver a utilizar o computador no horário programado ou se o computador estiver desligado no horário agendado? Essas tarefas de manutenção serão realizadas no próximo horário disponível quando o Windows perceber que você não está a utilizar o computador. Ou seja, se você deixar o seu computador ligado e se afastar dele por algum tempo, o Windows automaticamente irá começar a atualizar.

Mas afinal de contas quais são as tarefas de manutenção que o windows realiza automáticamente no seu computador?

As tarefas de manutenção incluem atualizações de software, verificação de segurança com aplicações como o Windows Defender, desfragmentação e otimização do disco e outras tarefas de diagnóstico do sistema. No Windows 10, o Microsoft Update é muito agressivo e instalará atualizações mesmo fora da hora definida para a manutenção. No entanto, as Políticas de Grupo permitem aos administradores de sistemas forçarem o Microsoft Update a instalar as atualizações apenas durante a hora da manutenção. O conjunto exato de tarefas de manutenção varia muito de de Computador para Computador porque cada um tem as suas aplicações específicas.

No entanto os programadores de software podem definir qualquer uma das tarefas agendadas para serem executadas durante a hora da manutenção. Por outras palavras, o Windows também pode executar funções de manutenção criadas pelas aplicações que você instalou. Mas afinal como pode controlar exatamente quando essas tarefas de manutenção são executadas automaticamente?

Para controlar esse recurso é muito fácil, basta ir ao Painel de Controlo> Sistema e Segurança> Segurança e Manutenção.

De qualquer maneira, você também pode abrir o menu Iniciar, pesquisar por “Manutenção” e clicar no atalho “Segurança e Manutenção” para ir diretamente para essa opção. Depois disso só tem de clicar na seção “Manutenção” e verá uma nova opção de “Manutenção Automática” onde pode definir a hora que mais lhe convém.

Assim as tarefas de manutenção do seu computador são importantes para o manter a funcionar sem problemas. As tarefas de manutenção são projetadas para serem executadas apenas quando não estiver a usar o seu computador. Portanto, em princípio elas não devem atrapalhar seu trabalho, só tem de ter o cuidado de verificar se estão ou não a ser executadas com sucesso.

 

bangkok tailândia dvd

18. Reinstale seu sistema operativo periodicamente

Para maioria das pessoas, o Windows parece que com o tempo vai ficando cada vez mais lento e pesado. Algumas pessoas tentam resolver essa situação reinstalando regularmente o seu sistema operativo Windows. Mas será que você realmente precisa de voltar e instalar de novo o Microsoft Windowse se sim, com que frequência o deve fazer?

Reinstalar o Windows é uma tarefa no mínimo demorada e muito inconveniente para a maioria dos utilizadores. É preciso fazer uma cópia de segurança de todos os seus dados para depois instalar o Windows e reinstalar todos os seus programas e restaurar os esses dados. De facto, se você estiver a cuidar adequadamente do Windows, não precisará de o reinstalar regularmente.

No entanto há uma exceção, quando reinstala o windows porque precisa de o atualizar para uma nova versão. Nessa situação deve ignorar a instalação da atualização e e fazer sim uma instalação limpa do Windows porque irá funcionar melhor. Mas se o Windows continuar lento, independentemente de quantos programas desinstalar, deverá considerar a sua reinstalação. Reinstalar o Windows pode ser a maneira mais rápida de se livrar de malware e corrigir outros problemas do sistema. Muitas vezes é a forma mais rápida e eficaz de realmente solucionar problemas e corrigir anomalias com o sistema operativo. No entanto, isto não significa que não deva ter mais cuidado no futuro com a manutenção do seu sistema operativo de forma a evitar ter de o reinstalar.

Mas, se o seu computador com o Windows está a funcionar bem, você não precisa de gastar horas a reinstalar o sistema operativo.

Isto aplica-se mesmo que tenham passado anos desde a última vez que você reinstalou o Windows. É um sinal de que a manutenção que tem feito é suficiente e que você está a cuidar bem do seu equipamento. De facto, reinstalar o seu sistema operativo é um assunto demorado, mas não requer habilidades técnicas avançadas. A Microsoft tem muito informação que disponibiliza sobre a sua ferramenta de reinstalação do Windows aqui .

Certifique-se apenas que antes faz as tais cópias de segurança dos seus dados e que tem forma de reinstalar todas as aplicações que normalmente precisa. Se eventualmente se deparar com um problema ou não se quiser estar a massacrar com o processo de reinstalação, contacte um técnico especialista que o ajudará no processo.

 

19. Proteja os seus dados privados e altere a sua password

Provavelmente já se perguntou o quanto da sua vida pessoal guarda no seu computador pessoal. Certamente guarda registros médicos, extratos bancários ou outros ficheiros que não deseja que as outras pessoas tenham acesso. Não estamos a dizer que você não deve guardar os seus dados confidenciais no seu computador. Muito pelo contrário, é uma das melhores maneiras de controlar essas coisas, supondo que você tenha um bom sistema de backup. No entanto você deve encriptar esses ficheiros confidenciais, para garantir que suas informações permaneçam seguras e secretas, mesmo que os seus dados acabem nas mãos alheias.

Primeiro procure por todos os ficheiros confidenciais e mova-os para uma pasta, de preferência deve organizá- las em subpastas. Em seguida, instale o TrueCrypt que é um programa gratuito e de código aberto que permite encriptar com um nível de segurança militar de forma fácil e rápida. O TrueCrypt guarda os ficheiros encriptados dentro de um ficheiro contentor chamado de volume como se fosse um cofre e o TrueCrypt a sua chave.

Também pode utilizar a encriptação do Windows 10 mas às vezes ele utiliza-a outras vezes não, é complicado.

Mas pode sempre confirmar se o Windows está ou não a encriptar o seu espaço em disco do seu computador e encripta-lo se não estiver. A encriptação não significa apenas que os hacker não conseguem aceder aos seus dados confidenciais, protege-o também caso perca ou lhe roubem o computador. Mas ao contrário dos outros sistemas como MacOS, Chrome OS, iOS e Android, o Windows 10 ainda não oferece a encriptação em todas as versões. Você pode ter que pagar pela edição Professional do Windows 10 ou então tem mesmo de usar uma solução de encriptação como a que falamos no inicio.

Mas de que serve a encriptação se o computador estiver desbloqueado ou toda a gente souber a sua password?

É necessário mudar regularmente a password do seu computador para evitar que alguém aceda a ficheiros não encriptados. Realizar esta tarefa é tão crucial quanto fazer uma cópia de segurança regularmente aos seus dados. Infelizmente, a maioria dos utilizadores comete vários erros em relação às suas passwords que podem comprometer tantos os dados locais como as contas e dados online.

Mas felizmente existe uma maneira muito facil de corrigir isso que é substituir as passwords seguindo 3 regras simple. Criar uma password com pelo menos 10 caracteres e inclua uma combinação de letras maiúsculas e minúsculas, além de símbolos e números. Segundo, não utilize nunca a mesma password em vários dispositivos ou vários sites online porque se alguém a descobrir terá acesso a tudo. Finalmente, como nenhum sistema de segurança é perfeito, é muito importante alterar as suas senhas regularmente. Se você já está a seguir estas três regras então está de parabéns porque você é um dos poucos utilizadores responsáveis.

 

20. Limpe os ficheiros inúteis e desfragmente o Disco

Esta tarefa de manutenção consiste em limpar ficheiros temporários que são armazenados no seu computador e a desfragmentação do disco rígido. Quando você navega na internet, ficheiros temporários, imagens e cookies são armazenados no seu computador. Uma limpeza do disco consiste em remover esses ficheiros inúteis, esvaziar a reciclagem e remover os ficheiros logs de históricos temporários, etc. Você deve executar esta tarefa de manutenção e limpeza do disco pelo menos uma vez de três em três meses. Também convém executar sempre a limpeza do disco antes de executar a desfragmentação do mesmo.

Mas afinal de contas o que é desfragmentação o disco, porque é tão importante e para que realmente serve?

Imagine que você tem apenas cinco minutos para limpar a sua casa antes da chegada de alguns hóspedes, visitas ou convidados. Você provavelmente iria fazer algumas tarefas rápidas que não seriam realmente limpar como por exemplo esconder o lixo num armário ou varrer a poeira para debaixo do tapete. O Windows faz exatamente a mesma coisa sempre que você guarda um ficheiro no disco rigido do seu computador. Ou seja, para guardar rapidamente o ficheiro ele não se preocupa muito em o arrumar de maneira agradável e organizada no disco.

É por isso que você deve desfragmentar o disco rígido do seu computador pelo menos uma vez por mês. De facto, esta é uma das tarefas mais fáceis relacionadas com a manutenção do seu computador e que enumeramos nesta lista. Basta iniciar o programa de Desfragmentação no Painel de Controlo do Windows antes de se deitar e na manhã seguinte terá o seu disco organizado e mais rápido. Porém isto só se aplica se você tiver uma unidade de disco rígido, não se aplica nem se recomenda se tiver um disco SSD. Nessa situação o que se recomenda é utilizar o comando TRIM para otimizar sua unidade SSD.

A desfragmentação é uma tarefa de manutenção que deve ser executada regularmente em computadores.

Esta tarefa reorganiza os dados no seu computador para que ele funcione de maneira mais eficiente e mais rápida. Com o passar do tempo, à medida que você cria e apaga ficheiros, o computador tende a desacelerar, porque tem mais dificuldade para encontrar os seus ficheiros.

Essa tarefa ajuda a manter esses ficheiros organizados no disco rígido para que o computador os encontre mais rapidamente quando você os solicitar. A desfragmentação pode demorar normalmente demorar entre 1 a 2 horas e você não deve fazer mais nada no computador enquanto estiver em execução. No entanto, tenha em conta que se tiver o Windows 7 ou Vista no seu computador não precisa mais de executar a desfragmentação. Ao contrário dos anteriores, estes dois sistemas operativos mudaram a maneira como a desfragmentação funciona. Claro que se o seu computador está a ficar mais lento pode ser uma boa ideia continuar a executar a desfragmentação no Win7 e no Vista.

 

Considerações finais:

Estas são as tarefas de manutenção mais importantes que pode utilizar para manter o seu computador a funcionar por mais tempo em melhores condições. Mas, quando finalmente chegar a hora de se livrar de um equipamento electrónico antigo, faça-o de maneira responsável. Infelizmente a nossa experiência diz-nos que normalmente um minuto na manutenção de um computador corresponde a uma hora na reparação desse computador.

A verdade é que a manutenção ocasional de computadores economiza-lhe tempo e dinheiro consideráveis.

Por isso, mostramos neste artigo muitas dicas de manutenção que pode e deve utilizar no seu computador. Aliás, tivemos o cuidado de procurar dicas sobre as tarefas de manutenção de todo o computador, não apenas do sistema interno de ficheiros. Esperamos sinceramente que tenha gostado e se você está a utilizar alguma destas dicas para prolongar a vida útil do seu computador, deixe por favor um comentário.

António Almeida

António Almeida

Licenciado em engenharia Informático e Telecomunicações, mestre em Sistemas e Tecnologias de Informação e doutorando em Informática é um apaixonado por todo o tipo de tecnologia. Apostava na troca de informações e acaba de criar uma rede de informáticos especialistas interessados em tecnologia.

PRÓXIMOS ARTIGOS:

Inscreva-se e Receba Grátis:

  • Últimas Notícias sobre Tecnologia
  • Promoções de produtos e serviços
  • Ofertas e Sorteios de equipamentos
Avaliar Artigo:
[5 Estrelas]

DEIXAR COMENTÁRIO:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

AVISO:

Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de carácter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Categorias:

PROBLEMAS INFORMÁTICOS?
Escolha aqui um serviço!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Pode consultar mais informação no Centro de Privacidade.